Google+ Followers

quinta-feira, 8 de março de 2012

FELIZ ANIVERSÁRIO – 09/MARÇO/2012.

DigitalizarDigitalizar0001

Estimada HATAH PNC.


Era 09 de Março num outro espaço e tempo, advinda da luz mais uma vez aprisionou-se à condensação da matéria num novo ciclo de vida terrena essa Energia-Consciente que foi catalogada como HATAH PNC.

Não somos corpo/espírito como nossa educação religiosa nos impõe, mas Energias-Conscientes.

O corpo e o espírito que o contorna são reservatórios que aprisionam a consciência.

O importante é despertar, urge fugir da inconsciência de si mesma, isso vale pra todos!

Conhece a ti primeiro, pois ninguém, ninguém mesmo foge ao julgo e/ou jugo da própria consciência.

A Energia-Racional-Consciente-Suprema, nada a ver com religião, é você em miniatura, mas para entender esse fenômeno basta se conhecer, eu já o fiz agora te aguardo.

Meus parabéns pelo seu aniversário, você existe por ser um SER eterno e nascestes conforme teu Livre Arbítrio escolheu para seres aquilo que tu és.

Dizem que a fé resolve tudo, mas a certeza é ainda melhor, fico com a segunda opção. Grato.

Sds/César JBN - Energia-Consciente.

https://plus.google.com/u/0/stream
GOOGLE +

https://picasaweb.google.com/115673666365634960831/FilmesVideos

http://cesarjbn.wordpress.com/

HISTORIA DO DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES….CL 10.

Date: Thu, 8 Mar 2012 14:15:51 +0100
FELICIDADE…..
HOJE E SEMPRE

HISTORIA DO DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES

--

"Armonía para tu Entorno
Felicidad para tu Vida.
Paz para tu Corazón.

Carmen Nóbrega

 

 

HOMENAGEM DO CORECON-PB AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

meie1

 

Musas brasileiras da velha guarda ( para maiores de 18 anos)...rsrs…..PPS – RG 10.

Nada como lembrar de algumas musas brasileiras, que um dia nos encantaram, principalmente aos homens, algumas da velha guarda, outras ainda trabalhando, neste dia em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

Destaque especial para a musa do último slide (VOCÊS NÃO PODEM DEIXAR DE VER!) que, além de ser brasileira, tem o passaporte italiano. Dessa, todos poderão sentir saudades!

Aumente o volume, pra dar sensação de profundidade e de grande respeito a todas elas.

Com os meus abraços,

Norival.

Palavras de Osho

424477_379428555415402_237963386228587_1369604_1976177558_n1

Religião não é teologia, é amor. Teologia nada mais é que lógica, por isso é chamada de "logia". E lógica nada tem a ver com religião - na verdade, é contra ela.

Lógica é um exercício da mente, de discutir minúcias, de argumentar com palavras. Ela pode criar belos edifícios de palavras, mas são apenas castelos de areia, não servem para nada.

Eles mantêm você ocupado, têm o mesmo propósito de quando você está sentado na praia e começa a brincar com a areia e fazer castelos, só para passar o tempo. Você pode gostar da ocupação, mas não é benéfica, é infantil.

Os teólogos nunca são pessoas maduras. Jesus não é teólogo, nem Buda. Nenhum mestre verdadeiro jamais foi teólogo, e sim um amante, um tremendo amante. Ele ama toda a existência. O amor é sua oração, o amor é sua adoração, e por meio do amor ele pode se comunicar com a existência - pode ter um diálogo. Só o que é preciso é um profundo caso de amor, um louco caso de amor...

As pessoas que se sentem entediadas são as que vivem no mundo da lógica. A lógica é entediante, mas o amor nunca é entediante. O amor lhe dá constantes surpresas, o amor mantém vivo seu deslumbramento e mantém nutridas sua poesia, sua dança, sua celebração.

Se não for assim, tudo o que é vivo em você morre. Evite a lógica e escolha sempre o amor.

Concorde Hotel Frankfurt adicionou você ao Google+


Concorde Hotel Frankfurt já está em seus círculos. Saiba mais.

Ver perfil

Escolha que tipo de e-mail o Google+ envia para você.

Receita de muqueca - Fica excelente!….RS 10.

RECEITA DE MUQUECA...
1084360411
APRECIO A CULINÁRIA, MAS AINDA NÃO TINHA VISTO NADA TÃO SIMPLES!
Ingredientes:
2 kg do peixe de sua preferência
1 lata de azeite oliva
2 pimentões
2 dentes de alho
4 cebolas médias
1 kg de tomate sem pele
sal a gosto
12 latas de cerveja super gelaaaaaaadas!!!!
1 mulher

Modo de preparo:
1- Ponha a mulher na cozinha com os ingredientes e feche a porta.

2- Tome cerveja durante duas horas e depois peça para ser servido.
É uma delícia e quase não dá trabalho!

 

Lily Silva adicionou você ao Google+


Lily já está em seus círculos. Saiba mais.

Ver perfil

Pessoas que você talvez conheça nos círculos de Lily Silva. Ver tudo »

NETO CORREA

27 pessoas em comum

Adicionar aos círculos

Aya Sakaguchi

Waseda University

Adicionar aos círculos

Bruna M. Carvalho

94 pessoas em comum

Adicionar aos círculos

Escolha que tipo de e-mail o Google+ envia para você.

 

Charges….RG 10.

Mais uma verdade do Facebook...AL 10.

Por isso que eu não aceito participar de Facebook, orkut...etc.

Repassando Auristênio.

Mais uma vez, a demonstração do porquê de minha recusa a participar de redes sociais.

A verdade do Facebook - Assustador!

Infelizmente as coisas boas que uns fazem, outros aproveitam para fazer o mal.
Esta semana na televisão houve reportagem todos os dias com Joaquín López Dóriga (jornalista mexicano) sobre o Facebook, o Hi5, Myspace, Sonico, Netlog, etc , e o perigo do seu uso. Vem uma reportagem diária no jornal MILENIO, sobre como os sequestradores têm como fonte de informação direta e confiável nos blogs do Facebook e do Hi5.
Entrevistaram uns sequestradores que dizem que entram na rede e vêem os rostos, a casa, os carros, as fotos de viagem e sabem o nível social e econômico que têm os utilizadores. Na televisão, um deles declarou que antes investigavam muito para conhecer os candidatos a sequestros, mas que agora com o Facebook e a informação que pomos voluntariamente na rede, já não se enganam e nem têm que investigar onde vivem, que escola frequentam, para onde viajam, quem são os pais, irmãos e amigos.
Passou-se com Alejandro Marti, (jovem mexicano morto pelos seus sequestradores) que colocava tudo. A família acaba de fechar o seu blog depois de dar conta da quantidade de informação potencialmente perigosa que o jovem colocou com alegria e sem suspeitar que estava a ajudar a quem o matou. Protejam os vossos filhos e protejam-se. Nao coloquem informação íntima e pessoal na rede.
A VERDADE SOBRE O 'FACEBOOK'
O Facebook está a vender a informação dos seus usuários ao maior espião.
Cito textualmente: 'O que muitos usuários não sabem é que, de acordo com as condições do contrato que virtualmente assumem, ao fazer click no quadro "aceito", os usuários autorizam e consentem ao Facebook a propriedade exclusiva e perpétua de toda a informação e imagens que publicam.'
Assim, ressalta o perito, os membros 'automaticamente autorizam ao Facebook o uso vitalício e transferível, junto com os direitos de distribuição , de tudo o que colocam na sua página Web.' Os termos de uso reserva ao Facebook o direito a conceder e sub-licenciar todo o "Conteúdo do usuário" a outros propósitos. Sem o seu consentimento, muitos usuários convertem as suas fotografias em publicidade, tranformando um comércio privado num pertence público.
De repente tudo o que os seus membros publicaram, incluindo as suas fotografias pessoais, a sua tendência política , o estado das suas relações afetivas, interesses individuais e até a morada de casa , foi enviado sem autorização expressa a milhares de usuários.
Há que acreditar em Mr. Melber quando assegura que muitos empregadores americanos ao avaliar os C.V., consultam o Facebook para conhecer intimidades dos candidatos. A prova de que uma página no Facebook não é privada, evidenciou-se num conhecido caso da Universidade John Brown que expulsou um estudante quando descobriu uma foto que colocou no Facebook vestido de travesti. Outra evidência aconteceu quando um agente do Serviço Secreto visitou na Universidade de Oklahoma o estudante do segundo ano Saúl Martínez, por um comentário que publicou contra o presidente. E para cúmulo, o assunto não termina quando os usuários cancelem a sua conta : as suas fotos e informações permanecem, segundo o Facebook, para o caso de quererem reativar a sua conta ; o usuário não é retirado, inclusive, quando morre. De acordo com as 'condições de uso,' os membros não podem obrigar que o Facebook retire os dados e imagens dos seus dados, já que quando o falecido aceitou o contrato virtual, concedeu ao Facebook o direito de mantê-lo activo sob um status especial de partilha por um período de tempo determinado para permitir que outros usuários possam publicar e observar comentários sobre o defunto.
Saibam os usuários do Facebook que são participantes indefesos de um cenário que os acadêmicos qualificam como o caso de espionagem maior na história da humanidade. Convertem-se de forma inconsciente nos precursores no fenômeno de 'Big Brother', alusão direta à intromissão abusiva do estado nos assuntos privados do cidadão comum para controlar o seu comportamento social, tema de uma novela profundamente premonitória escrita em 1932 pelo britânico Aldous Huxley, "Admirável Mundo Novo" bem como em "1984", do também britânico George Orwell, onde foi plasmada a ideia do Big Brother.

"FELIZ DAQUELE QUE TRANSFERE O QUE SABE E APRENDE O QUE LHE ENSINAM"

Belezas cinquentonas....PPS - RG 10.

"Toda convicção é uma prisão"

*Nietzsche*

gato211

08quinta-feiramar 2012

TJRS manda retirar símbolos religiosos dos prédios da Justiça gaúcha

DECISÃO REFORÇA A TESE DE QUE O ESTADO DEVE SER LAICO, MAS ABRE POLÊMICA ENTRE CATÓLICOS, QUE SE JULGAM PERSEGUIDOS

08 de Março de 2012

Fernando Porfírio _247 – O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu que todos os prédios do Judiciário gaúcho estão proibidos de usarem crucifixos ou símbolos religiosos. A decisão foi tomada na última terça-feira (6) pelo Conselho Superior da Magistratura. O tribunal atendeu pedido da Liga Brasileira de Lésbicas.

A corte de justiça ainda não definiu uma data para a retirada dos crucifixos. De acordo com o tribunal, o relator do recurso foi o desembargador Cláudio Baldino Maciel. Ele afirmou em seu voto que o julgamento feito em uma sala de tribunal sob um expressivo símbolo de uma Igreja e de sua doutrina não parece a melhor forma de se mostrar o Estado-juiz equidistante dos valores em conflito.

Em fevereiro deste ano, a Liga Brasileira de Lésbicas protocolou pedido para a retirada de crucifixos das dependências do Tribunal de Justiça e foros do interior do Estado. O processo administrativo foi movido em recurso contra a decisão de dezembro do ano passado, na administração anterior do tribunal gaúcho. Na ocasião, o Judiciário não acolheu o pedido por entender que não havia postura preconceituosa.

(BRASIL 247)

 

08quinta-feiramar 2012

 

Wikileaks desmente EUA e revela que corpo de bin Laden não foi atirado ao mar

O corpo do ex-líder da Al Qaeda Osama bin Laden não foi lançado ao mar como disseram as autoridades americanas, mas levado para os Estados Unidos em um avião da CIA (agência de inteligência do país), revelou o WikiLeaks ao jornal espanhol “Público”.

Osama Bin Laden Corpo Wikileaks

EUA mentiu sobre destino do corpo de Osama bin Laden

E-mails da Stratfor Global Intelligence, empresa privada de segurança conhecida como “CIA na sombra”, aos quais teve acesso o “Público” e outros jornais do mundo todo, revelam que o sepultamento de Bin Laden em alto-mar nunca aconteceu. Ele foi assassinado por um comando especial de forças americanas em 2011 em Abbottabad, no Paquistão.

Em mensagem classificada como “superconfidencial” pelo “Público”, Fred Burton, um dos diretores da empresa com sede no Texas, diz: “Fui informado que trouxemos o corpo. Graças a Deus”. O e-mail tem o título de “OBL”, o que o jornal espanhol interpretou como as iniciais de Osama bin Laden.

Na mensagem seguinte, Burton escreve “(alpha) O corpo está a caminho de Dover, Delaware, em um avião da CIA”, detalhou o “Público”, que explicou que a palavra-chave ‘(alpha)’ significa que a informação é “limitada a uma reduzida cúpula de máxima responsabilidade na corporação“. O jornal assinalou que em Dover há uma base da Força Aérea dos Estados Unidos.

“Depois seguirá até o Instituto de Patologia das Forças Armadas em Bethesda”, perto de Washington, acrescenta Burton, ex-agente especial do Serviço Secreto Diplomático do Departamento de Estado dos EUA.

Em outra mensagem no contexto de uma conversa entre analistas da Stratfor, Burton revela que “o corpo segue em direção a Dover e já deveria ter chegado”.

Em outra conversa aponta: “Se o corpo foi jogado no mar, coisa que duvido, seria um toque muito ao estilo Adolf Eichmann [nazista responsável pela logística de extermínio de milhões de pessoas durante o Holocausto, raptado na Argentina e condenado à morte em Israel]. A Tribo fez o mesmo com as cinzas desse nazista. Nós quereríamos ter a fotografia, o DNA, as impressões digitais etc… Seu corpo é como a cena de um crime e não imagino que o FBI [polícia federal americana] e o Departamento de Justiça permitissem semelhante coisa”.

Conforme o governo dos Estados Unidos, o corpo de Bin Laden foi levado de Abbottabad ao porta-aviões Carl Vinson, no mar de Arábia, onde, seguindo os costumes islâmicos foi lavado e envolvido em um sudário branco, para depois ser colocado em uma bolsa carregada com pesos e jogado ao mar.

(EFE)

 

Ryder D adicionou você ao Google+


Siga e compartilhe comRyder adicionando-a a um círculo.

Não conhece esta pessoa? Você não precisa adicioná-la também. Ela visualiza apenas o que você posta publicamente. Saiba mais.

Adicionar aos círculos

Pessoas que você talvez conheça nos círculos de Ryder D. Ver tudo »

Alexis Ohanian

Breadpig

Adicionar aos círculos

Bernie Sanders

United States Senate

Adicionar aos círculos

John D. Sutter

CNN

Adicionar aos círculos

Escolha o tipo de e-mail que o Google+ envia para você. Veja o perfil de Ryder ou bloqueie Ryder completamente.

Mais uma verdade do Facebook...AL 10.

Por isso que eu não aceito participar de Facebook, orkut...etc.

Repassando Auristênio.

Mais uma vez, a demonstração do porquê de minha recusa a participar de redes sociais.

A verdade do Facebook - Assustador!

Infelizmente as coisas boas que uns fazem, outros aproveitam para fazer o mal.
Esta semana na televisão houve reportagem todos os dias com Joaquín López Dóriga (jornalista mexicano) sobre o Facebook, o Hi5, Myspace, Sonico, Netlog, etc , e o perigo do seu uso. Vem uma reportagem diária no jornal MILENIO, sobre como os sequestradores têm como fonte de informação direta e confiável nos blogs do Facebook e do Hi5.
Entrevistaram uns sequestradores que dizem que entram na rede e vêem os rostos, a casa, os carros, as fotos de viagem e sabem o nível social e econômico que têm os utilizadores. Na televisão, um deles declarou que antes investigavam muito para conhecer os candidatos a sequestros, mas que agora com o Facebook e a informação que pomos voluntariamente na rede, já não se enganam e nem têm que investigar onde vivem, que escola frequentam, para onde viajam, quem são os pais, irmãos e amigos.
Passou-se com Alejandro Marti, (jovem mexicano morto pelos seus sequestradores) que colocava tudo. A família acaba de fechar o seu blog depois de dar conta da quantidade de informação potencialmente perigosa que o jovem colocou com alegria e sem suspeitar que estava a ajudar a quem o matou. Protejam os vossos filhos e protejam-se. Nao coloquem informação íntima e pessoal na rede.
A VERDADE SOBRE O 'FACEBOOK'
O Facebook está a vender a informação dos seus usuários ao maior espião.
Cito textualmente: 'O que muitos usuários não sabem é que, de acordo com as condições do contrato que virtualmente assumem, ao fazer click no quadro "aceito", os usuários autorizam e consentem ao Facebook a propriedade exclusiva e perpétua de toda a informação e imagens que publicam.'
Assim, ressalta o perito, os membros 'automaticamente autorizam ao Facebook o uso vitalício e transferível, junto com os direitos de distribuição , de tudo o que colocam na sua página Web.' Os termos de uso reserva ao Facebook o direito a conceder e sub-licenciar todo o "Conteúdo do usuário" a outros propósitos. Sem o seu consentimento, muitos usuários convertem as suas fotografias em publicidade, tranformando um comércio privado num pertence público.
De repente tudo o que os seus membros publicaram, incluindo as suas fotografias pessoais, a sua tendência política , o estado das suas relações afetivas, interesses individuais e até a morada de casa , foi enviado sem autorização expressa a milhares de usuários.
Há que acreditar em Mr. Melber quando assegura que muitos empregadores americanos ao avaliar os C.V., consultam o Facebook para conhecer intimidades dos candidatos. A prova de que uma página no Facebook não é privada, evidenciou-se num conhecido caso da Universidade John Brown que expulsou um estudante quando descobriu uma foto que colocou no Facebook vestido de travesti. Outra evidência aconteceu quando um agente do Serviço Secreto visitou na Universidade de Oklahoma o estudante do segundo ano Saúl Martínez, por um comentário que publicou contra o presidente. E para cúmulo, o assunto não termina quando os usuários cancelem a sua conta : as suas fotos e informações permanecem, segundo o Facebook, para o caso de quererem reativar a sua conta ; o usuário não é retirado, inclusive, quando morre. De acordo com as 'condições de uso,' os membros não podem obrigar que o Facebook retire os dados e imagens dos seus dados, já que quando o falecido aceitou o contrato virtual, concedeu ao Facebook o direito de mantê-lo activo sob um status especial de partilha por um período de tempo determinado para permitir que outros usuários possam publicar e observar comentários sobre o defunto.
Saibam os usuários do Facebook que são participantes indefesos de um cenário que os acadêmicos qualificam como o caso de espionagem maior na história da humanidade. Convertem-se de forma inconsciente nos precursores no fenômeno de 'Big Brother', alusão direta à intromissão abusiva do estado nos assuntos privados do cidadão comum para controlar o seu comportamento social, tema de uma novela profundamente premonitória escrita em 1932 pelo britânico Aldous Huxley, "Admirável Mundo Novo" bem como em "1984", do também britânico George Orwell, onde foi plasmada a ideia do Big Brother.

"FELIZ DAQUELE QUE TRANSFERE O QUE SABE E APRENDE O QUE LHE ENSINAM"

Belezas cinquentonas....PPS - RG 10.

"Toda convicção é uma prisão"

*Nietzsche*

gato211

 

08quinta-feiramar 2012

TJRS manda retirar símbolos religiosos dos prédios da Justiça gaúcha

DECISÃO REFORÇA A TESE DE QUE O ESTADO DEVE SER LAICO, MAS ABRE POLÊMICA ENTRE CATÓLICOS, QUE SE JULGAM PERSEGUIDOS

08 de Março de 2012

Fernando Porfírio _247 – O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu que todos os prédios do Judiciário gaúcho estão proibidos de usarem crucifixos ou símbolos religiosos. A decisão foi tomada na última terça-feira (6) pelo Conselho Superior da Magistratura. O tribunal atendeu pedido da Liga Brasileira de Lésbicas.

A corte de justiça ainda não definiu uma data para a retirada dos crucifixos. De acordo com o tribunal, o relator do recurso foi o desembargador Cláudio Baldino Maciel. Ele afirmou em seu voto que o julgamento feito em uma sala de tribunal sob um expressivo símbolo de uma Igreja e de sua doutrina não parece a melhor forma de se mostrar o Estado-juiz equidistante dos valores em conflito.

Em fevereiro deste ano, a Liga Brasileira de Lésbicas protocolou pedido para a retirada de crucifixos das dependências do Tribunal de Justiça e foros do interior do Estado. O processo administrativo foi movido em recurso contra a decisão de dezembro do ano passado, na administração anterior do tribunal gaúcho. Na ocasião, o Judiciário não acolheu o pedido por entender que não havia postura preconceituosa.

(BRASIL 247)


08quinta-feiramar 2012

 

Wikileaks desmente EUA e revela que corpo de bin Laden não foi atirado ao mar

O corpo do ex-líder da Al Qaeda Osama bin Laden não foi lançado ao mar como disseram as autoridades americanas, mas levado para os Estados Unidos em um avião da CIA (agência de inteligência do país), revelou o WikiLeaks ao jornal espanhol “Público”.

Osama Bin Laden Corpo Wikileaks

EUA mentiu sobre destino do corpo de Osama bin Laden

E-mails da Stratfor Global Intelligence, empresa privada de segurança conhecida como “CIA na sombra”, aos quais teve acesso o “Público” e outros jornais do mundo todo, revelam que o sepultamento de Bin Laden em alto-mar nunca aconteceu. Ele foi assassinado por um comando especial de forças americanas em 2011 em Abbottabad, no Paquistão.

Em mensagem classificada como “superconfidencial” pelo “Público”, Fred Burton, um dos diretores da empresa com sede no Texas, diz: “Fui informado que trouxemos o corpo. Graças a Deus”. O e-mail tem o título de “OBL”, o que o jornal espanhol interpretou como as iniciais de Osama bin Laden.

Na mensagem seguinte, Burton escreve “(alpha) O corpo está a caminho de Dover, Delaware, em um avião da CIA”, detalhou o “Público”, que explicou que a palavra-chave ‘(alpha)’ significa que a informação é “limitada a uma reduzida cúpula de máxima responsabilidade na corporação“. O jornal assinalou que em Dover há uma base da Força Aérea dos Estados Unidos.

“Depois seguirá até o Instituto de Patologia das Forças Armadas em Bethesda”, perto de Washington, acrescenta Burton, ex-agente especial do Serviço Secreto Diplomático do Departamento de Estado dos EUA.

Em outra mensagem no contexto de uma conversa entre analistas da Stratfor, Burton revela que “o corpo segue em direção a Dover e já deveria ter chegado”.

Em outra conversa aponta: “Se o corpo foi jogado no mar, coisa que duvido, seria um toque muito ao estilo Adolf Eichmann [nazista responsável pela logística de extermínio de milhões de pessoas durante o Holocausto, raptado na Argentina e condenado à morte em Israel]. A Tribo fez o mesmo com as cinzas desse nazista. Nós quereríamos ter a fotografia, o DNA, as impressões digitais etc… Seu corpo é como a cena de um crime e não imagino que o FBI [polícia federal americana] e o Departamento de Justiça permitissem semelhante coisa”.

Conforme o governo dos Estados Unidos, o corpo de Bin Laden foi levado de Abbottabad ao porta-aviões Carl Vinson, no mar de Arábia, onde, seguindo os costumes islâmicos foi lavado e envolvido em um sudário branco, para depois ser colocado em uma bolsa carregada com pesos e jogado ao mar.

(EFE)

 

Ryder D adicionou você ao Google+


Siga e compartilhe comRyder adicionando-a a um círculo.

Não conhece esta pessoa? Você não precisa adicioná-la também. Ela visualiza apenas o que você posta publicamente. Saiba mais.

Adicionar aos círculos

Pessoas que você talvez conheça nos círculos de Ryder D. Ver tudo »

Alexis Ohanian

Breadpig

Adicionar aos círculos

Bernie Sanders

United States Senate

Adicionar aos círculos

John D. Sutter

CNN

Adicionar aos círculos

Escolha o tipo de e-mail que o Google+ envia para você. Veja o perfil de Ryder ou bloqueie Ryder completamente.

LISTA DOS 10 HOMENS MAIS RICOS DO MUNDO (REVISTA FORBES)

08quinta-feiramar 2012

Dono de uma fortuna de 69 bilhões de dólares, o magnata mexicano Carlos Slim foi coroado o homem mais rico do mundo pelo terceiro ano consecutivo, anunciou nesta quarta-feira a revista americana Forbes (veja quadro). De acordo com a publicação, o empresário brasileiro Eike Batista está em sétimo lugar. Com uma fortuna avaliada em 30 bilhões de dólares, o executivo avançou uma posição frente a que ocupava em 2011.

Slim, segundo os cálculos da Forbes, teve sua fortuna reduzida em 5 bilhões de dólares em um ano, devido à desvalorização das ações de uma de suas empresas, a América Móvil, que representa mais da metade de seu patrimônio. Além disso, em abril, a companhia foi multada em 1 bilhão de dólares por exercer práticas monopolistas – o processo, contudo, encontra-se em grau de apelação.

Os americanos Bill Gates e Warren Buffett ocupam o segundo e terceiro lugares, com fortunas avaliadas em 61 bilhões de dólares e 44 bilhões de dólares, respectivamente. Há também a presença do francês Bernard Arnault, presidente da maior empresa do mundo em artigos luxo, a LVMH, que se mantém no quarto lugar com 41 bilhões de dólares, e o espanhol Amancio Ortega, dono da Zara, que passou do sétimo ao quinto posto com uma fortuna de 37 bilhões de dólares.

Neste ano destaca-se também a presença do fundador e presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, que aos 27 anos e a ponto de finalizar sua esperada entrada na Bolsa de Valores, passa do posto 52 ao 35, com uma fortuna estimada em 17,5 bilhões de dólares. A oferta inicial de ações do Facebook fez com que a empresa fundada por Zuckerberg fosse avaliada em nada menos que 100 bilhões de dólares.

O ranking inclui 1.226 bilionários, um número recorde ao qual se somaram neste ano outras 16 pessoas. Juntos, todos detêm uma riqueza total de 4,6 trilhões de dólares, frente aos 4,5 trilhões de dólares registrados em 2011.

Brics perdem e Brasil ganha – Ainda que o empresário Eike Batista tenha avançado uma posição, o desempenho dos empresários de países emergentes foi pior na lista de 2012. A Forbes destacou que, ao contrário do ano passado, quando os países dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) foram a grande sensação, desta vez o grupo conta com 26 integrantes a menos na lista das maiores fortunas do planeta. Apesar disso, o Brasil foi destaque e conseguiu somar novos membros ao clube. Este ano, 36 brasileiros integram a lista total, ante 30 em 2011.

Novos emergentes – O ranking inclui fortunas de 58 nacionalidades e, pela primeira vez, de nações como Peru, Marrocos e Geórgia, enquanto os Estados Unidos continuam sendo, por mais um ano, o país que mais integrantes tem, com 425 nomes na lista – 12 a mais do que o ano anterior, à frente da Rússia e da China, em segundo e terceiro lugar.

(VEJA ONLINE)

0006.gif (41780 bytes)

PERLA

Pernambuco saiba um pouco sobre este estado.

Fifa Pernambuco

http://www.youtube.com/watch?v=UglrtDfC9Tk&feature=player_embedded

 

 

 

08quinta-feiramar 2012

QUEM SÃO OS BRASILEIROS MAIS RICOS? VEJA LISTA

A mais recente lista dos bilionários da Forbes confirmou o que já se sabia: Eike Batista é o homem mais rico do Brasil. Com uma fortuna estimada em US$ 30 bilhões, o dono do grupo EBX surpreende ao subir uma posição no ranking geral da publicação, aparecendo em sétimo lugar. O segundo brasileiro melhor classificado é o banqueiro Joseph Safra, com uma fortuna de US$ 13,8 bilhões, mas que aparece bem abaixo na lista, na 52ª posição.

O empresário Antonio Ermírio de Moraes e sua família aparecem em terceiro lugar entre os brasileiros, com US$ 12,2 bilhões (67° lugar). Jorge Paulo Leman vem em quarto com US$ 12 bilhões (69° lugar) e Marcel Herrmann Teles com US$ 5,7 bilhões (178° lugar), ambos da AmBev, em quinto. Outro sócio da companhia, Carlos Alberto Sicupira, aparece em sexto lugar com uma fortuna de US$ 5,2 bilhões (196° lugar).

Dorothea Steinbruck e sua família, controladores da Vicunha, vêm em sétimo com US$ 4,5 bilhões (232° lugar), na frente do banqueiro Aloysio de Andrade Faria, do Grupo Alfa, com US$ 4,2 bilhões (255° lugar). Em nono lugar é a vez de Francisco Ivens de Sá Dias Branco, da M. Dias Branco, com US$ 3,8 bilhões (290° lugar). Ana Lucia de Mattos Barretto Villela, do Itaú Unibanco, fecha o ranking dos dez primeiros, com US$ 3,6 bilhões (304° lugar).

O empresário Abilio Diniz, do Grupo Pão de Açúcar, aparece em 11° lugar entre os bilionários brasileiros, com uma fortuna estimada em US$ 3,6 bilhões. Em seguida aparece Alfredo Egydio Villela Filho, com US$ 3,4 bilhões. O banqueiro André Esteves é o 13° colocado, com US$ 3 bilhões.

Eike Batista já havia liderado outra lista de bilionários, publicada pela Bloomberg, em que aparece em décimo lugar.

(ÉPOCA NEGÓCIOS)

 

clubedodownload.org


A Vila do Medo – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

Posted: 08 Mar 2012 02:59 AM PST

O artigo A Vila do Medo – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

A Vila do Medo   DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Rosewood Lane
Título Traduzido: A Vila do Medo
Gênero: Terror / Thriller
Duração: 96 Min
Diretor: Victor Salva
Ano de Lançamento: 2012
Formato: AVI | RMVB
Tamanho: 800 MB | 312 MB
Qualidade: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Português | Inglês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 6,8/10

Sinopse: A psiquiatra Sonny Blake um talk show no rádio e volta para sua cidade natal, depois que o pai dela morre. Por lá, o que chama a atenção é o comportamento estranho de um violento garoto, que entrega os jornais na vizinhança. Ele, antes, perseguia o pai de Sonny e agora está de olho nela. Uma guerra de gato e rato começa entre os dois e essa disputa de forças irá redefinir as ideias de Sonny sobre o bem e o mal.

Elenco:
Rose McGowan … Sonny Blake
Lauren Vélez … Paula Crenshaw
Ray Wise … Det. Briggs
Bill Fagerbakke … Hank Hawthorne
Lesley-Anne Down … Cloey
Lin Shaye … Sra. Hawthorne
Rance Howard … Fred Crumb
Ashton Moio … Kid Hawthorne
Judson Mills … Darren Summers
Steve Tom … Glenn Forrester
Sonny Marinelli … Barrett Tanner
Kayden Kessler … Tyler Sanchez
Tom Tarantini … Det. Sabatino

Release by: Articulador
Encoder by: The Ventura

DOWNLOAD:

AVI Dual Áudio: (Uploaded) (FooGet) (LetitBit)
Legenda: BAIXAR
RMVB Dublado: (Uploaded) (UploadBoost) (LetitBit)

O artigo A Vila do Medo – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Forças Especiais – BDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

Posted: 08 Mar 2012 01:14 AM PST

O artigo Forças Especiais – BDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Forças Especiais   BDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Forces spéciales
Título Traduzido: Forças Especiais
Gênero: Ação
Duração: 109 Min.
Diretor: Stéphane Rybojad
Ano de Lançamento: 2012
Formato: AVI | RMVB
Tamanho: 800 MB | 280 MB
Qualidade: BDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Português | Inglês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 6,8/10

Sinopse: Elsa, uma jornalista francesa, é sequestrada por líder do Talibã, que coloca um vídeo na internet, determinando a data para a execução da moça. Investigações indicam que o cativeiro fica em um vilarejo em terras sem lei, na fronteira do Paquistão. Uma unidade de elite, composta por seis homens, é enviada para resgatá-las. Em uma ação bem sucedida, eles conseguem alcançar o objetivo, mas agora precisam sair de lá.

Elenco:
Diane Kruger … Elsa
Djimon Hounsou … Kovax
Benoît Magimel … Tic-Tac
Denis Menochet … Lucas
Raphaël Personnaz … Elias
Alain Figlarz … Victor
Alain Alivon … Marius
Mehdi Nebbou … Amin
Raz Degan … Zaief

Release by: 3LTON
Encoder by: LeandroPark

DOWNLOAD:

AVI Dual Áudio: (Uploaded) (FooGet) (LetitBit)
Legenda: BAIXAR
RMVB Dublado: (Uploaded) (UploadBoost) (LetitBit)

O artigo Forças Especiais – BDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Esses Amores – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

Posted: 08 Mar 2012 12:53 AM PST

O artigo Esses Amores – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Esses Amores   DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Ces amours-lÃ
Título Traduzido: Esses Amores
Gênero: Drama
Duração: 120 Min.
Diretor: Claude Lelouch
Ano de Lançamento: 2012
Formato: AVI | RMVB
Tamanho: 900 MB | 366 MB
Qualidade: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Português | Francês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 6,8/10

Sinopse: Ilva é uma mulher que se apaixona facilmente. Desatenta e despreocupada com como seu amor pode ser visto pelos outros, ela se vê presa as consequências de seus atos. Primeiro na França dominada pelos Alemães, ela se apaixona por um nazista, o que indiretamente leva a morte de seu pai. Para muitos, sua relação era vista como uma colaboração com os nazistas. Seu próximo amor, no entanto, traz mais tragédia. Durante a libertação da França em 44, quando ela é violentamente obrigada a responder sobre sua relação com a Alemanha, ela é salva por dois soldados americanos, um branco e um negro. Ela então se apaixona pelos dois, ao mesmo tempo. Sua incapacidade de escolha entre eles cria conflitos, tristezas e assassinato. O filme combina História, música, um pouco de amor surreal, paixão e destino.

Elenco:
Audrey Dana … Ilva Lemoine
Dominique Pinon … Maurice Lemoine, le projectionniste
Raphaël … Le premier et dernier Amour
Samuel Labarthe … Horst, le bel Allemand
Laurent Couson … Simon, le pianiste avocat
Jacky Ido … Bob, le boxeur
Gilles Lemaire … Jim Singer
Judith Magre … La mère du pianiste
Liane Foly … La chanteuse des rues
Massimo Ranieri … Le chanteur du camp
Zinedine Soualem … L\’accordéoniste
Charles Denner … Le père de Simon
Anouk Aimée … Madame Blum

Release by: 3LTON
Encoder by: LeandroPark

DOWNLOAD:

AVI Dual Áudio: (Uploaded) (FooGet) (LetitBit)
Legenda: BAIXAR
RMVB Dublado: (Uploaded) (UploadBoost) (LetitBit)

O artigo Esses Amores – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Brasileirinhas – Carnafunk 2012 – DVDRip AVI + RMVB

Posted: 07 Mar 2012 09:41 PM PST

O artigo Brasileirinhas – Carnafunk 2012 – DVDRip AVI + RMVB faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Brasileirinhas   Carnafunk 2012   DVDRip AVI + RMVB

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Nome Original: Brasileirinhas: Carnafunk 2012
Direção: Dhones Portela
Lançamento: 2012
Duração: 88 Minutos
Qualidade: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Formato: AVI / RMVB
Tamanho: 730 Mb
Idioma: Português

Sinopse: Carnaval misturado ao sucesso do Funk fazem do DVD carnafunk um secesso certo, com Mc Betinho e Explosão do Funk, Dhones portela preparou um super filme porno de carnaval para a Brasileirinhas. Estrelando Jade e Leona Yamamoto e com a participação da Universitária do Funk, o sexo vai rolar solto no salão.

CapaScreen’s

DOWNLOAD:

AVI: (Uploaded) (Letitbit)
RMVB: (Uploaded) (Letitbit)

O artigo Brasileirinhas – Carnafunk 2012 – DVDRip AVI + RMVB faz parte do conteúdo do Clube do Download.


O Dublê do Diabo – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

Posted: 07 Mar 2012 08:50 PM PST

O artigo O Dublê do Diabo – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

O Dublê do Diabo   DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: The Devil’s Double
Gênero: Drama, Ação
Duração: 109 Min
Diretor: Lee Tamahori
Lançamento: 2011
Tamanho: 800 Mb
Qualidade: DVDRip
Formato: AVI
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Português e Inglês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 7,2/10

Sinopse: A casa de Saddam Hussein vista de dentro. Baseado em fatos reais, relatados na autobiografia de Latif Yahia, o filme conta a história de Uday Hussein, que com sua luxúria depravada, debochada e imoral, busca para si próprio tudo que possa excitá-lo. Quando o tenente do exército Latif, é convocado ao Palácio de Saddam, ele é confrontado com uma solicitação impossível: ser o dublê de corpo de Uday, ou sua família seria condenada à morte. Em um mundo entrincheirado na traição e na corrupção, saber quem confiar torna-se uma questão de vida ou morte para Latif, enquanto ele batalha para escapar de sua existência forçada.

Elenco:

Zoé Héran … Laure / Michaël
Malonn Lévana … Jeanne
Jeanne Disson … Lisa
Sophie Cattani … Mother
Mathieu Demy … Father
Yohan Vero … Vince
Noah Vero … Noah
Cheyenne Lainé … Cheyenne

DOWNLOAD:

AVI Dual Áudio: (Uploaded) (Letitbit)
Legenda: BAIXAR
RMVB Dublado: (Uploaded) (Letitbit)

Trailler

O artigo O Dublê do Diabo – DVDRip AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Alvin e os Esquilos 3: Naufragados – DVDRip AVi + RMVB Legendado

Posted: 07 Mar 2012 08:13 PM PST

O artigo Alvin e os Esquilos 3: Naufragados – DVDRip AVi + RMVB Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Alvin e os Esquilos 3: Naufragados   DVDRip AVi + RMVB Legendado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:

Título Traduzido: Alvin e os Esquilos 3
Gênero: Animação
Duração: 77 minutos
Diretor: Tim Hill
Ano de Lançamento: 2011
Tamanho: 700 Mb
Formato: AVI
Qualidade: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Vídeo Codec: AVI / RMVB
Audio Codec: mp3

IMDB Ratings: 4/10

Sinopse: Alvin e os Esquilos, um fenômeno global para gerações de fãs, se tornou um filme live action do cinema com uma sensibilidade cômica e contemporânea. Na temporada de filmes blockbusters de Natal, ele arrecadou 350 milhões de dólares em todo o mundo. A sequência, em 2009, faturou ainda mais.

Agora em 3D eles estão de volta, em uma aventura , os Esquilos e As Esquiletes estão com tudo.

Elenco:
Anna Faris … Jeanette (voz)
Matthew Gray Gubler … Simon (voz)
Justin Long … Alvin (voz)
Alyssa Milano … Daphne Snow
Christina Applegate … Brittany (voz)
Jason Lee … Dave
David Cross … Ian
Amy Poehler … Eleanor (voz)
Jesse McCartney … Theodore (voz)
Andy Buckley … Captain Correlli
Jenny Slate … Zoe
Luisa D’Oliveira … Tessa
Tucker Albrizzi … Harrison
Lauren Gottlieb … Cookie
Michael P. Northey … Hawaiian Shirt Guy
Kyle Cornell … Concert Observer
Jeremy Palko … Pool Guy
Chris Lindsay … Concert Fan
Heather Robbins … Pool Girl Bikini
Wendell Kinney … Garçom
Andrew Campbell … Pool Guy

DOWNLOAD:

AVI: (Uploaded) (DepositFiles)
Legenda: BAIXAR
RMVB Legendado: (Uploaded) (DepositFiles)

TRAILER:

Tags: Alvin e os Esquilos 3 Download, Baixar Alvin e os Esquilos 3, Alvin e os Esquilos 3 DVDRip, Alvin e os Esquilos 3 Legenda, Filme Alvin e os Esquilos 3 Dublado e Legendado, Filme Alvin e os Esquilos 3 AVI e RMVB, TraillerAlvin e os Esquilos 3

O artigo Alvin e os Esquilos 3: Naufragados – DVDRip AVi + RMVB Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


O Fada do Dente 2 DVDRip – AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

Posted: 07 Mar 2012 07:56 PM PST

O artigo O Fada do Dente 2 DVDRip – AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

O Fada do Dente 2 DVDRip – AVI Dual Áudio + RMVB Dublado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Tooth Fairy 2
Gênero: Comédia
Duração: 104 Minutos
Diretor: Alex Zamm
Ano de Lançamento: 2011
Tamanho: 800 MB l 267 MB
Frame Rate: 23
Formato: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Vídeo Codec: XviD
Audio Codec: MP3
Idioma: Português e Inglês

IMDB Ratings: -/10

Sinopse: Larry Guy acaba de prova que ele pode lidar com o dentes nesta comédia comovente e divertida que vai manter toda a sua família sorrindo! Larry Guthrie é um cara que adora se divertir com uma séria missão: reconquistar Brooke, o grande amor da sua vida. ele está “condenado” a tornar-se uma fada do dente.Enquanto ele tenta restaurar a fé dos garoto e antes de Brooke se casa com o homem errado – e ele tem apenas dez dias para tudo dar certo

Elenco:

Larry the Cable Guy … Larry Guthrie
David Mackey … Beauregard Billings
Erin Beute … Brooke
Brady Reiter … Nyx
Lucius Baston … Ernie
Noah Kronenberger … Noah

DOWNLOAD:

AVI Dual Audio: (Uploaded) (DepositFiles)
Legenda: BAIXAR
RMVB Dublado: (Uploaded) (DepositFiles)

Trailer Legendado:

O artigo O Fada do Dente 2 DVDRip – AVI Dual Áudio + RMVB Dublado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


One Tree Hill S9E09 – Every Breath Is a Bomb

Posted: 07 Mar 2012 06:35 PM PST

O artigo One Tree Hill S9E09 – Every Breath Is a Bomb faz parte do conteúdo do Clube do Download.

One Tree Hill S9E09 – Every Breath Is a Bomb

[ Temporada Completa Clique na Capa ]

Sinopse: Brooke e Julian tomam medidas para proteger sua família; Skills ajuda Mouth a dar uma volta na vida; Chase enfrenta suas ações ao defender Chuck; Clay e Logan chegam a um novo entendimento.

Título: One Tree Hill
Título Traduzido: One Tree Hill
Gênero: Drama
Episódio: 09
Data de Lançamento: 07 /03 /2012
Tamanho: ~180 Mb | ~350 Mb
Qualidade: Rmvb| Avi
Idioma: Inglês
Legenda: PT/BR

Episódios:

One Tree Hill S9E09 – Every Breath Is a Bomb
AVI Sem Legenda: Uploaded | DepositFiles
Legenda Avi: [ Em breve ]
RMVB Legendado: [ Em breve ]

O artigo One Tree Hill S9E09 – Every Breath Is a Bomb faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Tomboy – BRRip AVI + RMVB Legendado

Posted: 07 Mar 2012 05:22 PM PST

O artigo Tomboy – BRRip AVI + RMVB Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Tomboy   BRRip AVI + RMVB Legendado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Tomboy
Gênero: Drama
Duração: 84 Min
Diretor: Céline Sciamma
Lançamento: 2011
Tamanho: 700 Mb
Qualidade: BRRip
Formato: AVI
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Idioma: Francês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 7,2/10

Sinopse: Laure (Zoé Héran) é uma garota de dez anos que sofre dificuldades no relacionamento com seus pais. Quando a família se muda para uma nova vizinhança nos subúrbios de Paris, ela subitamente decide se vestir como um garoto e faz amizades com os meninos da região. O que antes era apenas um pretexto para conseguir amigos, acaba se transformando em algo mais sério.

Elenco:

Zoé Héran … Laure / Michaël
Malonn Lévana … Jeanne
Jeanne Disson … Lisa
Sophie Cattani … Mother
Mathieu Demy … Father
Yohan Vero … Vince
Noah Vero … Noah
Cheyenne Lainé … Cheyenne

Release by: MGD
Encoder by: MGD

DOWNLOAD:

AVI: (Uploaded) (Letitbit)
Legenda: BAIXAR
RMVB Legendado: (Uploaded) (Letitbit)

O artigo Tomboy – BRRip AVI + RMVB Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


O Babá(ca) – DVDRip XviD + Rmvb Legendado

Posted: 07 Mar 2012 04:00 PM PST

O artigo O Babá(ca) – DVDRip XviD + Rmvb Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

O Babá(ca)   DVDRip XviD + Rmvb  Legendado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: The Sitter
Título Traduzido: O Babá(ca)
Gênero: Comedia
Duração: 81 Min.
Diretor: David Gordon Green
Ano de Lançamento: 2011
Tamanho: 700Mb / 280Mb
Formato: DVDRip
Qualidade de Áudio e Vídeo: 10
Vídeo Codec: XviD / Rmvb
Audio Codec: Mp3 / RM
Idioma: Inglês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 5,5/10

Sinopse: A comédia O Babá(ca) (The Sitter), dirigida por David Gordon Green (Segurando as Pontas) é estrelada por Jonah Hill (Ligeiramente Grávidos), o filme gira em torno de um estudante universitário que, após ser suspenso da faculdade, é persuadido a virar babá de crianças. Embora ele seja totalmente despreparado e irresponsável, ele leva três crianças em uma aventura inesquecível pela noite nas ruas da cidade de Nova Iorque.Tudo sai errado quando eles sofrem um acidente de carro, e acabam envolvidos com traficantes

Elenco:

Jonah Hill … Noah Griffith
Max Records … Slater
Ari Graynor … Marisa Lewis
J.B. Smoove … Julio
Sam Rockwell … Karl
Landry Bender … Blithe
Kevin Hernandez … Rodrigo
Kylie Bunbury … Roxanne
Erin Daniels … Mrs. Pedulla
D.W. Moffett … Dr. Pedulla
Jessica Hecht … Sandy Griffith
Bruce Altman … Jim Griffith
Method Man … Jacolby (as Cliff ‘Method Man’ Smith)
Sean Patrick Doyle … Garv
Alex Wolff … Clayton

DOWNLOAD:

Avi Legendado: (Jumbofiles) (Wupload)
RMVB Legendado: (Minus)
RMVB Legendado: Mediafire (Parte1) (Parte2)
Download Direto: (Aqui)

Asssistir Trailer:

O artigo O Babá(ca) – DVDRip XviD + Rmvb Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


The Girl from the Naked Eye – DVDRip XviD + Rmvb Legendado

Posted: 07 Mar 2012 03:29 PM PST

O artigo The Girl from the Naked Eye – DVDRip XviD + Rmvb Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

The Girl from the Naked Eye   DVDRip XviD + Rmvb Legendado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: The Girl from the Naked Eye
Título Traduzido: The Girl from the Naked Eye
Gênero: Açao | Romance | Thriller
Duração: 84 Min.
Diretor: David Ren
Ano de Lançamento: 2011
Tamanho: 700Mb / 260Mb
Formato: DVDRip
Qualidade de Áudio e Vídeo: 10
Vídeo Codec: XviD / Rmvb
Audio Codec: Mp3 / RM
Idioma: Inglês
Legenda: Português

IMDB Ratings: -/10

Sinopse: Quando Sandy, uma garota de programa e dançarina em “The Naked Eye”, acaba morta, seu único amigo e aliado no mundo Jake, vai em uma caçada alucinante para descobrir quem a matou.

Elenco:

Jason Yee … Jake
Samantha Streets … Sandy
Gary Stretch … Frank
Dominique Swain … Alissa
Ron Yuan … Simon
Wilson Jermaine Heredia … Bobby
Sasha Grey … Lena
Jerry Ying … Johnny
James Lew … Eddie
Pete Antico … Detective #1
Kovar McClure … Detective #2
Chris Ufland … Edward Bates
Art Hsu … Sammy

DOWNLOAD:

Avi Legendado: (Jumbofiles) (Wupload)
RMVB Legendado: (Minus) (Pogoplus)
Download Direto: (Aqui)

Asssistir Trailer:

O artigo The Girl from the Naked Eye – DVDRip XviD + Rmvb Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Stormhouse – DVDRip XviD + Rmvb Legendado

Posted: 07 Mar 2012 03:02 PM PST

O artigo Stormhouse – DVDRip XviD + Rmvb Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Stormhouse   DVDRip XviD + Rmvb Legendado

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Stormhouse
Título Traduzido: Stormhouse
Gênero: Terror | Thriller
Duração: 88 Min.
Diretor: Dan Turner
Ano de Lançamento: 2011
Tamanho: 700Mb /280Mb
Formato: DVDRip
Qualidade de Áudio e Vídeo: 10
Vídeo Codec: XviD / Rmvb
Audio Codec: Mp3 / RM
Idioma: Inglês
Legenda: Português

IMDB Ratings: 3,7/10

Sinopse: O filme passa-se em 2002, oito meses antes da invasão do Iraque. O Exército captura uma entidade sobrenatural e a aprisiona em Stormhouse, uma base subterrânea secreta. A médium Hayley Sands (Katherine Flynn) é chamada pelo governo para tentar estabelecer uma comunicação, porém, a sua chegada provoca uma série de eventos que levam a libertação da entidade, deixando a base em um terrível pesadelo

Elenco:

Katherine Flynn … Hayley
Grant Masters … Major Anthony Lester
Patrick Flynn … Justin Rourke
Grahame Fox … Lieutenant Groves
Munir Khairdin … Salim Hassan
Martin Delaney … Brandon Faber
James Capel … Karl Matthews
Anthony Mark Streeter … Lance Corporal Rogers
Frankie Fitzgerald … Dan Randall
Andrew Hall … Minister Duncan McGillis
Jordan Pitt … Andy Duggan
Marlon Williams … Jones
DOWNLOAD:

Avi Legendado: (Jumbofiles) (Wupload)
RMVB Legendado: (Minus) (Pogoplus)
Download Direto: (Aqui)

Asssistir Trailer:

O artigo Stormhouse – DVDRip XviD + Rmvb Legendado faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Cd Fun Radio: Party Fun 2012

Posted: 07 Mar 2012 02:53 PM PST

O artigo Cd Fun Radio: Party Fun 2012 faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Cd Fun Radio: Party Fun 2012

Cd Fun Radio: Party Fun 2012

CD 01
01. Titanium (feat. Sia) 04:04
02. International Love 03:49
03. Hangover 03:41
04. Sexy and I Know It 03:20
05. Rio De Janeiro (Radio Edit) 03:15
06. Baila Morena (French Version) 02:59
07. Hardcore Vibes 02:58
08. From The Music 03:11
09. Insane (In Da Brain) (Original Radio) [feat. Fragma] 03:35
10. No Tomorrow (feat. Jay Sean) 03:26
11. One Day (Radio Mix) [feat. Max Urban] 03:08
12. U Know It Ain’t Love (David May Mix) [feat. Pitbull] 03:22
13. Les mots 03:16
14. Destination Rio 03:10
15. As You Like 03:11
16. Sexyfied (Radio Edit) [feat. TLF & Icandy] 03:29
17. Me Gusta (Radio Edit)03:24
18. Get Sexy (French Radio Edit) 03:22
19. Lonely Tonight (Radio Edit) [Version Française] 03:01
20. Open Up Your Heart (radio edit) [version française]03:03
21. Save Me (Radio Edit) [feat. Carmella] 03:20
22. Whenever 03:16

CD 02
01. Again and Again (feat. Akon, Pitbull, Jermaine Dupri) [Radio Edit] 02:52
02. Letting You Go (Greece 2000) [Dabruck & Klein Vocal Radio Edit] 02:42
03. Resurrection (Axwell’s Recut Club Version) 03:38
04. Musical Candy (Tom Buster radio edit) [feat. I-Rock & Mary] 04:42
05. Pressure (Alesso Edit) 02:52
06. Levels 03:08
07. Tung! (Radio Edit) 02:43
08. Walking Alone (feat.Erik Hecht) 03:00
09. Eyes (feat. Mindy Gledhill) 03:39
10. Blessed (feat. Shermanology) [Avicii Radio Edit] 02:58
11. Before This Night Is Through (Bad Things) [Radio Edit] 02:50
12. No Beef 03:13
13. Overdrive (Radio Edit) 02:28
14. Antidote (Radio Edit) 02:44
15. Cayo (Original Mix) 05:22
16. Stronger 03:15
17. Feeling You (Radio Edit) [feat. Soraya] 03:21
18. Turn This Club Around (Video Edit) 03:13
19. One More Time (Radio Edit) [feat. Carlprit & Linda Teodosiu] 03:23
20. You Make Me Feel… (feat. Sabi) 03:30
21. Marry The Night 04:25

Nome do Álbum: Fun Radio: Party Fun 2012
Gênero: Dance
Qualidade: 320 Kbps
Ano de Lançamento: 2012
Tamanho: 323 MB / 02 Cds
Formato: RAR | MP3

DOWNLOAD: (Uploaded) (Rapidshare) (Jumbofiles)

O artigo Cd Fun Radio: Party Fun 2012 faz parte do conteúdo do Clube do Download.


CSI S12E16 – CSI Unplugged

Posted: 07 Mar 2012 01:01 PM PST

O artigo CSI S12E16 – CSI Unplugged faz parte do conteúdo do Clube do Download.

CSI S12E16   CSI Unplugged

[Clique na capa - Temporada Completa]

Sinopse: Quando uma criança é raptada durante um apagão, a equipe deve usar métodos antigos para tentar resolver o caso.

Título: CSI
Título Traduzido: CSI
Gênero: Drama
Episódio: 16
Ano de Lançamento: 2011
Data de Lançamento: 29/02/2012
Tamanho: ~ 142 Mb | ~ 349 Mb
Qualidade: Rmvb | Avi
Idioma: Inglês
Legenda: PT-BR

CSI S12E16 – CSI Unplugged
Avi sem Legenda: Jumbofiles | Rapidshare | Uploaded
Legenda para AVI: LegendaPtBr | Opção2
Rmvb Legendado: FileFactory | FreakShare | Jumbofiles
Rmvb Legendado: Rapidshare | Sendspace | Uploaded

O artigo CSI S12E16 – CSI Unplugged faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Brasileirinhas – Carnaval 2012 – DVDRip AVI + RMVB

Posted: 07 Mar 2012 01:00 PM PST

O artigo Brasileirinhas – Carnaval 2012 – DVDRip AVI + RMVB faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Brasileirinhas   Carnaval 2012   DVDRip AVI + RMVB

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Nome Original: Brasileirinhas: Carnaval 2012
Direção: Dhones Portela
Lançamento: 2012
Duração: 88 Minutos
Qualidade: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Formato: AVI / RMVB
Tamanho: 700 Mb
Idioma: Português

Sinopse: Carnaval, como o próprio nome já diz, festa da carne, e com mais de 50 gostosas a fim de chupar uma rola, dar o cuzinho e a bucetinha, nosso salão virou um açougue a sua espera. Com a direção de Dhones Portela, esse carnaval 2012 vai tirar o folego de muita gente.

CapaScreen’s

DOWNLOAD:

AVI: (Uploaded) (Letitbit)
RMVB: (Uploaded) (Letitbit)

O artigo Brasileirinhas – Carnaval 2012 – DVDRip AVI + RMVB faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Pretty Little Liars S02E23 – Eye Of The Beholder

Posted: 07 Mar 2012 12:45 PM PST

O artigo Pretty Little Liars S02E23 – Eye Of The Beholder faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Pretty Little Liars S02E23   Eye Of The Beholder

[Clique na Capa - Temporada Completa]

Sinopse: Aria, Emily, Hanna e Spencer estão em busca de respostas sobre o que Alison sabia antes de morrer, e elas podem ter uma grande vantagem quando alguém do passado de Alison aparece. Duncan pode ser a chave para todas as respostas das meninas, mas elas podem confiar nele e ficarem vulneráveis? E justamente quando elas acham que Duncan pode ser a única pista, Jason deixa cair um saco de itens pessoais de Alison que pode ser mais do que apenas um saco de lixo. Enquanto isso, o retorno de Toby em Rosewood traz uma reunião surpresa que termina perigosamente.

Título: Pretty Little Liars
Título Traduzido: Pretty Little Liars
Gênero: Comédia
Episódio: 23
Ano de Lançamento: 2011
Data da Exibição: 03/03/2012
Tamanho: 143 Mb | ~350 Mb
Qualidade: Rmvb| Avi
Idioma: Inglês
Legenda: PT-BR

Pretty Little Liars S02E23 – Eye Of The Beholder
AVI sem legenda: Jumbofiles | Rapidshare | Uploaded
Legenda para Avi: LegendaPtBr | Opção2
Rmvb Legendado: Jumbofiles | Rapidshare | Sendspace | Uploaded
Rmvb Legendado: FileFactory | Refile | Filerio | Sendspace

O artigo Pretty Little Liars S02E23 – Eye Of The Beholder faz parte do conteúdo do Clube do Download.


Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito da Vingança

Posted: 07 Mar 2012 10:39 AM PST

O artigo Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito da Vingança faz parte do conteúdo do Clube do Download.

Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito da Vingança

INFORMAÇÕES DO DOWNLOAD:
Titulo Original: Ghost Rider: The Spirit of Vengeance
Título Traduzido: Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito da Vingança
Gênero: Ação | Fantasia | Thriller
Distribuidora: Imagem Filmes
Diretor: Mark Neveldine, Brian Taylor
Ano de Lançamento: 2012
Tamanho: 900Mb/490Mb
Formato: AVI / TS
Qualidade de Áudio e Vídeo: 8
Vídeo Codec: XViD / Rmvb
Audio Codec: MP3 / RM
Idioma: Inglês / Português
Legenda: Português

IMDB Ratings: 5,7/10

Sinopse: ‘Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito da Vingança’ acompanha um Johnny Blaze tentando controlar sua maldição, escondido do mundo. Logo no começo do filme, um flashback relembra o acordo com Mefistófeles, que o tornou no Motoqueiro. Quando o religioso Moreau o encontra, Johnny decide ajudá-lo a encontrar Nadya e Danny, sua mulher e filho. Eles terão que combater o malvado Roarke, velho conhecido de Johnny.

Elenco:
Nicolas Cage … Johnny Blaze / Ghost Rider
Idris Elba … Moreau
Ciarán Hinds … The Devil
Christopher Lambert
Anthony Head … A Monk
Violante Placido … Nadya
Johnny Whitworth … Blackout
Fergus Riordan … Danny

DOWNLOAD: TS (Melhor release da net até o momento)

AVI Dublado: (Uploaded) (DepositFiles)
RMVB Dublado: (Uploaded) (DepositFiles)

DVDRip(10): Indisponível (Aguarde)
AVI Legendado: (Uploaded) (LetitBit)
Legenda: Baixar
RMVB Legendado : (Uploaded) (LetitBit)

TRAILER:

Tags: Filme Motoqueiro Fantasma 2, Motoqueiro Fantasma 2 Download, Baixar Motoqueiro Fantasma 2, Motoqueiro Fantasma 2 DVDRip, Motoqueiro Fantasma 2, Motoqueiro Fantasma 2 Dublado e Legendado, Filme Motoqueiro Fantasma 2 AVI e RMVB, Trailler Motoqueiro Fantasma 2

O artigo Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito da Vingança faz parte do conteúdo do Clube do Download.


You are subscribed to email updates from Clube do Download
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google

Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610

 

Feliz Dia Internacional da Mulher…CL 10.

clip_image001

Mulher...
Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar
Mulher,
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família
Mulher
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço
Mulher,
Que chora e que ri
Mulher que sonha...
Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mulheres que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...
Para você, Mulher tão especial...
Feliz Dia Internacional da Mulher!

8quinta-feiramar 2012

08 DE MARÇO: O DIA DE TODAS AS MULHERES

GUERREIRAS, DEDICADAS, COMPROMETIDAS, SENSÍVEIS, CHARMOSAS, MÃES, ESPOSAS, NAMORADAS, IRMÃS, AVÓS, AMIGAS…

08 de Março de 2012

Gilberto Prazeres_PE247 - Hoje se comemora o Dia Internacional da Mulher. A data permite que o mundo baixe a guarda para reverenciar quem faz dele um lugar mais interessante, quem dá a ele a cor necessária para ofuscar certas incoerências, quem espalha a paixão que move as ações mais belas e inesperadas, quem sabe o significado real da palavra se doar… Quem, simplesmente, sabe viver.

E, curiosamente, viver enfrentando adversidades, lutando diariamente pelo o que lhes é de direito. Lutando para esfregar na cara de alguns machistas que elas são capazes de fazer tudo que eles fazem usando um salto 15 cm ou 20 cm. E o melhor: sorrindo. São mães, esposas, namoradas,irmãs… São senadoras, deputadas, juízas e chefes de Estado.

Contudo, a maior parte das mulheres passará o seu dia sem comemorá-lo como deveriam. Estarão cuidando de seus filhos, maridos, casas, dando conta do trabalho, ensinado aos homens como fazer tudo com mais sutileza e com a mesma eficiência. Passarão a maior parte do dia mostrando que estão à frente, que são protagonistas.

Há quem diga que esse protagonismo se deve à comunicação direta que as mulheres teriam com os céus, evidenciado pelo seu aguçado e impressionante sexto sentido. Luiz Fernando Veríssimo, certa vez, disse “elas não são humanas, são espiãs de Deus”.

(BRASIL 247)

 

Re: *== A VERDADE SOBRE AS GUERRAS ENTRE ÁRABES...

Paulo José fez referência a você em um comentário sobre a postagem de Paulo José.

O texto é de cunho humorístico +Cesar Jbn . Obrigado pelo comentário.

Paulo José

== A VERDADE SOBRE AS GUERRAS ENTRE ÁRABES E JUDEUS ==
O árabe vai à loja do judeu para comprar sutiãs pretos.
O judeu, pressentindo bons negócios, diz que são raros e poucos e vende por 40 euros cada um.
O árabe compra seis e volta alguns dias depois querendo mais duas dúzias.
O judeu diz que as peças vão ficando cada vez mais raras e vende por 50 euros a unidade.
Um mês mais tarde, o árabe compra o que resta por 75 euros cada.
O judeu, encucado, lhe pergunta o que faz com tantos sutiãs pretos.
E o árabe disse:
- Corto o sutiã em dois, faço dois chapeuzinhos e vendo para os judeus por 120 euros cada.
Foi a partir daí que a guerra começou!

1 comentário mais antigo de Cesar Jbn

Ver ou comentar a postagem de Paulo José »

Paulo José fez referência a você em um comentário. Desativar atualizações nesta postagem. Escolha que tipo de e-mail o Google+ envia para você.
Você não pode responder a este e-mail. Visualize a postagem para adicionar um comentário.

 

08quinta-feiramar 2012

A história do Dia Mundial da Mulher, por Vitor Gianotti

Por Vito Giannotti

Quando começou a ser comemorado o Dia Internacional da Mulher? Quando começou a luta das mulheres por sua libertação? Qual é a influência do movimento socialista na luta das mulheres? E o 8 de Março, como nasceu? A data teve origem a partir do quê? Onde? Estas e outras questões mereceram uma atenção especial em 2003, quando nos jornais e na Internet apareceram repetidamente versões diferentes. Todas, no entanto, esqueceram a palavra-chave, que está na luta da mulher por sua libertação: mulher “socialista”.

Em 2003, nas vésperas do 8 de Março, o jornal cearense O Povo publicou um longo artigo de uma professora da Universidade Federal do Ceará (UFCE) que deixou muita gente assustada. O mesmo aconteceu com vários artigos que circularam pela Internet.

Para encarecer a dose, logo após a comemoração do Dia Internacional da Mulher, em 2003, o novo jornal que acabara de sair, Brasil de Fato, no seu número 1, também trazia um artigo da mesma professora da UFCE, Dolores Farias, que reafirmava o que ela havia escrito no jornal O Povo, dias antes.

Houve pessoas que ficaram furiosas com a contestação da origem da data do Dia Internacional da Mulher. Procurando entender o porquê desta confusão.

Na verdade, a questão da origem do 8 de Março já é discutida há uns 40 anos. Em 1996, o Jornal do Brasil trazia um artigo da professora da UFRJ, Naumi Vasconcelos, no qual ela dizia que a tal greve de Nova Iorque, em 1857, quando teriam morrido 129 operárias queimadas vivas, nunca existiu. E ela afirma que a origem desta data é bem outra.

No mesmo ano, em março, Conselho de Classe jornal do SEPE, Sindicato dos Profissionais de Educação da rede pública do Estado do Rio de Janeiro, trazia um artigo da mesma professora Naumi, com o título sugestivo de: Quem tem medo do 8 de Março? Este mesmo texto da Naumi já tinha sido publicado no mensário Em Tempo, pouco antes.

Uma pesquisa de 12 anos

Neste artigo, a autora citava, como fonte fundamental para a discussão, um livro de uma pesquisadora canadense intitulado: O Dia Internacional da Mulher – Os verdadeiros fatos e datas das misteriosas origens do 8 de março, até hoje confusas, maquiadas e esquecidas.

Este livro, da autora canadense Renée Côté, saiu em 1984, mas estranhamente ficou esquecido por várias razões. O livro da Renée é totalmente antiacadêmico, anticonvencional. Mas, mais do que a forma, o que fez o livro cair em esquecimento é o que ela afirma, que incomoda muita gente. Ela prova por a+b, ao longo de 240 páginas, que as certezas criadas nos anos de 1960, 70 e 80 pelos movimentos feministas, a respeito do surgimento do 8 de Março, são pura ficção.

Ela derruba um mito caro às mulheres feministas, que tanto penaram para afirmar esta data. Além disso, o livro acabou caindo no esquecimento porque é mais fácil aceitar versões já consolidadas de histórias, caras às nossas vidas, do que questionar mitos estabelecidos. Assim como, para muitos, é mais fácil aceitar a historinha de Adão e Eva, criados do barro, uns seis mil anos atrás, do que questionar as origens do homem, bem mais complexas, centenas de milhares de anos atrás.

Há um outro fator determinante que fez o livro da autora canadense cair no limbo: ela deixa transparecer, o tempo todo, sua visão favorável à autonomia dos movimentos sociais frente aos partidos e mostra uma prevenção à própria idéia de partido político.

O livro se insere no grande leito de luta autonomista, típica dos movimentos de esquerda dos anos 70. Isto cria uma animosidade com muitos setores da esquerda mais influente, que poderiam divulgar sua obra. Mas, deixando de lado simpatias, ou alergias, vamos entrar no cipoal deste mito.

A explicação da origem do mito da greve de Nova Iorque de 1857, nos EUA, e do esquecimento de outra greve real, concreta e julgada inoportuna pelo Partido e pelo Sindicato, de 1917 na Rússia, vamos ver só no final do artigo. A questão-chave é ver por quê, no mundo bipolar da Guerra Fria dos anos 60 do século passado, os dois blocos em disputa aceitaram a versão de uma greve de mulheres, em 1857, nos EUA, e esqueceram uma outra greve de mulheres, em 1917, na Rússia. Os motivos são mais políticos que psicológicos.

Há vários estudos, cada um acompanhado de uma vasta bibliografia, que vão no mesmo sentido das pesquisas da Renée Côté. Entre eles destacamos os artigos “8 de Março: Conquistas e Controvérsias” de Eva A. Blay, de 1999. Outro estudo é de Liliane Kandel, de 1982, “O Mito das Origens: sobre o Dia Internacional da Mulher”. Outro texto muito rico é da Sempreviva Organização Feminista (SOF), de 2000, “8 de Março, Dia Internacional da Mulher: em busca da memória perdida”. Vamos apresentar a síntese destas recuperações históricas.

O clima mundial quando nasceu o mito de 1857

Na década de 60 o mundo vivia uma grande convulsão político-ideológica. Somente no começo dos anos 70, o jogo se define e o bloco ocidental americano, isto é, capitalista, leva a melhor sobre o bloco soviético, socialista. A chegada do homem à lua, por parte dos americanos, em 69, definiu o destino da humanidade por várias décadas e, quem sabe, séculos. A URSS, a partir dessa data, entra em rápida decadência e o bloco americano caminha rumo ao império neoliberal mundial.

Esta década foi um vendaval nos costumes e ideologias do mundo. Mexeu com todo o equilíbrio político-cultural do planeta. Os anos 60 começam com a vitória do povo da Argélia contra o colonizador francês que foi o estopim das guerras de libertação no Congo, Senegal, Nigéria, Ghana e em toda a África.

A China vivia sua Revolução Cultural, com o famoso Livro Vermelho de Mao Tse Tung, que influenciava milhões de jovens no mundo inteiro. O Vietnã, após ter derrotado a França em 54, enfrentava e preparava a derrota do maior exército do mundo. Os países ex-coloniais tinham criado o movimento dos Não-alinhados. O mundo árabe, sob a liderança de Nasser, começava a se mexer.

Enquanto isso, a Revolução Cubana, com os barbudos Fidel e Che, era um modelo para os revolucionários da América Latina e do mundo.

No bloco soviético, aumentava a contestação interna com a Primavera de Praga, em 68, na República Tcheca. Enquanto isso, a Igreja Católica vivia as dores do parto do nascimento da Teologia da Libertação, pós-Concílio Vaticano II, que negava o apoio a exploradores, opressores, colonizadores e senhores da guerra, com suas cruzadas, e começava a falar em libertação dos oprimidos.

No mundo ocidental, os costumes tradicionais eram contestados pela entrada em cena do mundo jovem: Beatles, Woodstock, Black Power, movimento hippie e Panteras Negras. Na América Latina, faziam-se guerrilhas contra ditadores representantes do capital local e capachos do imperialismo americano.

As mulheres americanas e européias haviam descoberto a pílula e as dos países do Terceiro Mundo, a metralhadora, nas guerrilhas lado a lado com os homens.

No Ocidente, os estudantes passaram dos livros de Marcuse a Alexandra Kollontai e Wilhem Reich com sua Revolução Sexual e A Função do Orgasmo. As mulheres americanas se manifestavam contra a Guerra do Vietnã e falavam em Women’s Lib, libertação das mulheres.

Os estudantes erguiam barricadas em Paris, tomavam as ruas em Praga, Berkley e Rio de Janeiro e falavam de revolução e de amor: revolução social e sexual. E as feministas nas suas manifestações falavam de “mística feminina” e queimavam sutiãs nas praças públicas.

Nesse caldeirão cultural mundial, em Chicago, em 1968 e em Berkley, em 69, se retoma, através de boletins e jornais feministas, a idéia do Dia Internacional da Mulher. Só que se esquece de que no começo do século, quando nasceu o Dia da Mulher, se acrescentava a qualificação de socialista. Este dia tinha caído no esquecimento, enterrado por sucessivas avalanches históricas.

As duas guerras mundiais, a burocratização stalinista da União Soviética e o avanço do capitalismo ocidental na sua versão clássica americana, ou na sua versão socialdemocrata européia, cada vez menos socialista, não tinham interesse em comemorar o 8 de Março.

Nos países comunistas, após a 2ª Guerra Mundial, voltaram as comemorações do 8 de Março. Mas estas eram mais para louvar a política dos seus respectivos governos do que para encaminhar a luta pela total libertação da mulher.

É nesse clima político-ideológico que será retomada a idéia de se comemorar uma data internacional para a luta de libertação das mulheres.

A origem do mito da greve de 1857

O que estamos acostumados a ler nos boletins de convocação do Dia da Mulher é a história de uma greve, que aconteceu em Nova Iorque, em 1857, na qual 129 operárias morreram depois de os patrões terem incendiado a fábrica ocupada.

A primeira menção a essa greve, sem nenhum dos detalhes que serão acrescentados posteriormente, aparece no jornal do Partido Comunista Francês, na véspera do 8 de Março de 1955. Mas onde se dá a fixação da data do 8 de março, devido a esta greve, é numa publicação, que apareceu em Berlim, na então República Democrática Alemã, da Federação Internacional Democrática das Mulheres. O boletim é de 1966.

O artigo fala rapidamente, em três linhas, do incêndio que teria ocorrido em 8 de março de 1857 e depois diz que em 1910, durante a 2ª Conferência da Mulher Socialista, a dirigente do Partido Socialdemocrata Alemão, Clara Zetkin, em lembrança à data da greve das tecelãs americanas, 53 anos antes, teria proposto o 8 de Março como data do Dia Internacional da Mulher.

A confusão feita pelo jornal L ´Humanité não fala das 129 mulheres queimadas. Aonde se começa a falar desta mulheres queimadas é na publicação da Federação das Mulheres Alemã, alguns anos depois. Esta historinha fictícia teve origem, provavelmente, em duas outras greves ocorridas na mesma cidade de Nova Iorque, mas em outra época. A primeira foi uma longa greve real, de costureiras, que durou de 22 de novembro de 1909 a 15 de fevereiro de 1910.

A segunda foi uma outra greve, uma das tantas lutas da classe operária, no começo do século XX, nos EUA. Esta aconteceu na mesma cidade em 1911. Nessa greve, em 29 de março, foi registrada a morte, durante um incêndio, causado pela falta de segurança nas péssimas instalações de uma fábrica têxtil, de 146 pessoas, na maioria mulheres imigrantes judias e italianas.
Esse incêndio foi, evidentemente, descrito pelos jornais socialistas, numerosos nos EUA naqueles anos, como um crime cometido pelos patrões, pelo capitalismo.

Essa fábrica pegando fogo, com dezenas de operárias se jogando do oitavo andar, em chamas, nos dá a pista do nascimento do mito daquela greve de 1857, na qual teriam morrido 129 operárias num incêndio provocado propositadamente pelos patrões.

E como se chegou a criar toda a história de 1857? Por que aquele ano? Por que nos EUA? A explicação, provavelmente, é a combinação de casualidades, sem plano diabólico pré-estabelecido. Assim como nascem todos os mitos.

A canadense Renée Côté pesquisou, durante dez anos, em todos os arquivos da Europa, EUA e Canadá e não encontrou nenhuma traça da greve de 1857. Nem nos jornais da grande imprensa da época, nem em qualquer outra fonte de memórias das lutas operárias.

Ela afirma e reafirma que essa greve nunca existiu. É um mito criado por causa da confusão com as greves de 1910; de 1911, nos EUA; e 1917, na Rússia.

Essa confusão se deu por motivos históricos políticos, ideológicos e psicológicos que ficarão claros no fim do artigo.

Pouco a pouco, o mito dessa greve das 129 operárias queimadas vivas se firmou e apagou da memória histórica das mulheres e dos homens outras datas reais de greves e congressos socialistas que determinaram o Dia das Mulheres, sua data de comemoração e seu caráter político.

Já em 1970, o mito das mulheres queimadas vivas estava firmado. Rapidamente foi feita a síntese de uma greve que nunca existiu, a de 1857, com as outras duas, de costureiras, que ocorreram em 1910 e 1911, em Nova Iorque.

Nesse ano de 1970, com centenas de milhares de mulheres americanas participando de enormes manifestações contra a guerra do Vietnã e com um forte movimento feminista, em Baltimore, EUA, é publicado o boletim Mulheres-Jornal da Libertação. Neste já se reafirmava e se consolidava a versão do mito de 1857.

Mas, na França, essa confusão não foi aceita tranqüilamente por todas e todos. O jornal nº 0, de 8 de março de 1977, História d´Elas, publicado em Paris, alerta para esta mistura de datas e diz que, em longas pesquisas, nada se encontrou sobre a famosa greve de Nova Iorque, em 1857. Mas o alerta não teve eco.

Dolores Farias, no seu artigo no Brasil de Fato, nº 2, nos lembra que, em 1975, a ONU declarou a década de 75 a 85 como a década da mulher e reconheceu o 8 de março como o seu dia. Logo após, em 1977, a Unesco reconhece oficialmente este dia como o Dia da Mulher, em homenagem às 129 operárias queimadas vivas.

No ano de 1978, o prefeito de Nova Iorque, na resolução nº 14, de 24/1, reafirma o 8 de março como Dia Internacional da Mulher, a ser comemorado oficialmente na cidade de Nova Iorque.

Na resolução, cita expressamente a greve das operárias de 1857, por aumento de salário e por 12 horas de trabalho diário, e mistura esta greve fictícia com uma greve real que começou em 20 de novembro de 1909. O mito estava fixado, firmado e consolidado. Agora era só repeti-lo.

Por que a cor lilás?

A partir de 1980, o mundo todo contará esta história acreditando ser verdadeira. Aparecerá até um pano de cor lilás, que as mulheres estariam tecendo antes da greve. Daquela greve que não existiu. A mitologia nasce assim. Cada contador acrescenta um pouquinho. “Quem conta um conto aumenta um ponto”, diz nosso ditado.

Por que não vermelho? Porque vermelhas eram as bandeiras das mulheres da Internacional. Vermelhas eram as bandeiras de Clara Zetkin, Rosa Luxemburgo e Alexandra Kollontai, delegadas dos seus partidos, à 1ª Conferência das Mulheres Socialistas, em 1907; e da 2ª, na Dinamarca, em 1910. Nesta última foi decidido que as delegadas, nos seus países, deveriam comemorar o Dia da Mulher Socialista.

A cor lilás na luta das mulheres tem uma origem engraçada. A feminista Sylvia Pankrust nos conta que esta foi adotada pelas sufragistas inglesas, em 1908, junto com outras duas cores, como símbolo de sua luta. Estas lutadoras pelo direito de voto escolheram o lilás, o verde e o branco. O lilás se inspirava na cor da nobreza inglesa, o branco simbolizava a pureza da luta feminina e o verde a esperança da vitória.

Historicamente, vamos reencontrar a cor lilás na retomada do feminismo, nos anos 60. O vermelho estava muito ligado aos Partidos Comunistas do Bloco Soviético que, na verdade, já tinham muito pouco de socialismo, ou de comunismo. Além disso, historicamente, vários destes partidos pouco apoio haviam dado às lutas específicas das mulheres.

A expressão “Libertação da Mulher” não era própria destes partidos. Neles, a luta da mulher era vista quase só com o objetivo de integrá-la à luta de classe. A luta feminista, para muitos comunistas, só atrapalhava a luta geral do proletariado. Tirava forças da luta principal.

Foi nesse clima que, nas décadas de 60 e 70 do século passado, a luta feminista foi retomada, num processo de auto-organização das mulheres. No movimento feminista havia uma forte crítica à prática da maioria dos partidos e sindicatos. Muitos movimentos se organizaram de forma autônoma, lutando para garantir sua independência.

Assim, várias feministas adotadaram a cor lilás, como uma nova síntese entre as cores azul e rosa. O vermelho das bandeiras das mulheres da Internacional foi esquecido. Na década de 70, as mulheres socialistas reafirmavam a origem socialista do 8 de Março, ao mesmo tempo em que várias delas assumiam a cor lilás como cor específica da luta feminista.

A libertação da mulher tem origem na luta socialista

A idéia da libertação da mulher nasceu na terra fértil do movimento socialista mundial, no final do século XIX e começo do século XX.

As raízes desta batalha podem ser encontradas nos escritos de Marx e Engels. A visão da família, da mulher proletária e da burguesa que permeiam A Origem da Família, da Propriedade e do Estado, de Engels, é a base da visão dos socialistas sobre a necessidade da libertação da mulher proletária. A frase de Marx, “A opressão do homem pelo homem iniciou-se com a opressão da mulher pelo homem”, demorou para dar seus frutos, mas deu.

Contemporâneos de Marx, Paul Lafargue e Laura Marx foram batalhadores da igualdade e da libertação feminina, em seus vários escritos, sobretudo em seu livro mais conhecido, Direito à Preguiça.

Clara Zetkin, desde 1890, logo após a fundação da Internacional Socialista, começou a falar, escrever e organizar a luta das mulheres visando a integrá-las à luta socialista. Visando a que elas tomassem seu lugar na luta de classes, na revolução socialista que estava próxima.

Fora da 2ª Internacional, a tradição anarquista de uma parte do movimento operário também exigia a igualdade de homens e mulheres. A realidade, naquele começo do movimento da classe trabalhadora ainda era dura: partido e sindicato eram coisas de homem. Mas, mesmo nesse ambiente desfavorável, grandes mulheres passaram a discutir com as maiores lideranças da época e deixaram suas marcas em livros e artigos e na organização das forças revolucionárias.

Foi neste embate de idéias que um dos teóricos da Internacional, August Bebel, em 1885, escreveu seu livro A Mulher e o Socialismo. E é nesse grande rio que deságua o célebre A Nova Mulher e a Moral Sexual, de Alexandra Kollontai, mais de 20 anos depois.

Nesse ambiente de lutas operárias e de discussões teóricas, no campo socialista, é que nasceu a luta pela participação política e, pouco a pouco, pela libertação da mulher.

A partir do começo do século XX, essa batalha das socialistas se cruzou com a do movimento das mulheres independentes, em sua maioria pertencentes às classes média e alta, que estavam em campanha pelo direito de voto. Essas mulheres, nos Estados Unidos e na Inglaterra, ao reivindicar o sufrágio para as mulheres, ficaram conhecidas como as sufragistas e suas relações com as socialistas eram de conflito, devido às visões e a posição de classe diferentes.

As mulheres socialistas criam o Dia da Mulher

Desde 1901, nos EUA, logo após a criação do Partido Socialista, surge a União Socialista das Mulheres, com a finalidade de reivindicar o direito de voto feminino. Entre os anos 1900 e 1908, sempre nos Estados Unidos, nascem vários clubes de mulheres, uns intimamente ligados ao Partido Socialista, outros mais autônomos, anarquistas ou não. Todos exigiam o direito de voto para as mulheres.

Em 1908, a Federação dos Clubes de Mulheres Socialistas de Chicago toma a iniciativa, autônoma, não ligada oficialmente ao Partido Socialista, de chamar para um Dia da Mulher, num teatro da cidade. Era o domingo, 3 de maio. Os debates do dia tinham dois temas de pauta: 1. A educação da classe trabalhadora. 2. A mulher e o Partido Socialista.

Nessa conferência, o palestrante Ben Hanford repetiu uma das idéias-chaves de Engels no seu A Origem da Família da Propriedade e do Estado. Nas palavras do orador, de acordo com Engels, “as mais exploradas são as mães do nosso povo. Elas estão de mãos e pés amarrados pela dependência econômica. São forçadas a vender-se no mercado do casamento, como suas irmãs prostitutas no mercado público.”

Mas não foi esse encontro independente, no teatro The Garrick, de Chicago, que foi reconhecido pelo Partido Socialista como começo da comemoração do Dia da Mulher. A iniciativa desse dia tinha nascido fora da estrutura oficial do Partido.

O primeiro dia da Mulher, nacional, assumido pelo Partido, foi no ano seguinte, em Nova Iorque, em 28 de fevereiro de 1909. Em outras cidades do País, como Chicago, o dia foi celebrado em outras datas.

O objetivo desse dia, convocado pelo Comitê Nacional da Mulher do Partido Socialista americano, “era obter o direito de voto e abolir a escravidão sexual.” O panfleto de convocação dizia: “A realização da revolução das mulheres é um dos meios mais eficazes para a revolução de toda a sociedade.”

Desde o começo do século, nos EUA havia um importante movimento pelo voto feminino, fora da órbita dos socialistas. A maioria das mulheres do Partido consideravam esse movimento como um movimento de mulheres brancas e de classe média.

Dentro do Partido Socialista havia um constante vai-e-vem sobre esse tema. Por seu lado, as mulheres anarquistas não viam nenhum sentido na luta pelo voto, nem das mulheres e nem dos homens. O meio para construir uma nova sociedade, e a igualdade entre homens e mulheres, na visão anarquista, não seria certamente o voto, e sim a ação direta revolucionária. A principal porta-voz desta visão era a revolucionária anarquista Emma Goldman.

O ambiente americano favorecia esta reivindicação do direito de voto. Até o ano de 1909, somente em quatro estados era reconhecido o direito ao voto feminino. A extensão do voto para toda mulher americana só viria em 1920.

Na Europa, o movimento das mulheres socialistas, liderado por Clara Zetkin, também era cheio de zige-zagues.

No começo, dentro da Internacional, se levava uma guerra sistemática contra a luta pelo direito de voto feminino, visto como uma forma de desviar as forças revolucionárias das mulheres e considerado como uma reivindicação burguesa. Era assim que eram tachadas as sufragistas, seja da Europa que da América, pelos socialistas.

Essa visão européia será adotada pelo Partido Socialista americano, em meio a grandes debates e com vozes discordantes. No meio do calor e das contradições desse debate, na 1ª Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, em 1907, em Stuttgart, 58 delegadas de 14 países elaboraram uma proposição que comprometia os vários Partidos Socialistas a entrar na luta pelo voto feminino. A resolução foi elaborada, na véspera, na casa de Clara Zetkin, por ela e duas camaradas, suas hóspedes: Rosa Luxemburgo e a única russa da Conferência, Alexandra Kollontai.

É nesse clima de embates que, em 1910, o Partido Socialista americano organiza, pela segunda vez, o Dia da Mulher no último domingo de fevereiro, em Nova Iorque. O objetivo do dia é declarado sem rodeios no convite: “Arrolar as mulheres no exército dos camaradas da revolução social.”

Esta comemoração, de 1910 foi marcada por uma grande participação de operárias. Eram as costureiras da cidade que haviam terminado uma longa greve pelo direito de ter o seu sindicato reconhecido. A greve durou de 22 de novembro de 1909 até 15 de fevereiro de 1910, quase na véspera do Dia da Mulher. Foi uma greve longa, dura, com fortes piquetes reprimidos com violência pela polícia, que prendeu mais de 600 pessoas. Encerrada a greve, as costureiras participaram ativamente da preparação e da realização do Dia da Mulher chamado pelo Partido Socialista.

Dois meses depois, em maio, no congresso do partido, realizado em Chicago, foi deliberado que o partido americano enviaria delegados ao Congresso da Internacional, a ser realizado em agosto, com a tarefa, entre outras, de propor ao plenário que o Dia da Mulher fosse assumido pela Internacional. Esse dia deveria tornar-se o Dia Internacional da Mulher, a ser celebrado pelos socialistas, no último domingo de fevereiro de cada ano.

Em agosto desse ano, antes do Congresso da Internacional, se realizou em Copenhague, na Dinamarca, a 2ª Conferência Internacional das Mulheres Socialistas. Foi então que as delegadas americanas levaram a proposta aprovada no Congresso do seu partido. Assim, aceitando a proposta das delegadas dos Estados Unidos, Clara Zetkin e outras camaradas propõem a realização anual do Dia Internacional da Mulher.

O dia ficou indefinido. Ficou a cargo de cada país escolher a data melhor para comemorar este dia. A resolução aprovada será publicada logo em seguida, no jornal dirigido por Clara, A Igualdade, em 29 de agosto.

“As mulheres socialistas de todas as nações organizarão um Dia das Mulheres específico, cujo primeiro objetivo será promover o direito de voto das mulheres. É preciso discutir esta proposta, ligando-a à questão mais ampla das mulheres, numa perspectiva socialista.” A outra proposta, de comemorar o Dia da Mulher junto com a data já clássica da luta operária, o 1º de Maio, defendida por Clara e várias outras delegadas, foi derrotada. O dia da Mulher deveria ser comemorado num dia próprio, específico.

O Dia da Mulher se fixa em 8 de Março

Na Europa, a primeira celebração do Dia Socialista das Mulheres aconteceu em 19 de março de 1911, por decisão da Secretaria da Mulher Socialista, órgão da Internacional. Alexandra Kollontai, que propôs a data, diz que foi para lembrar um levante de mulheres proletárias, na Prússia, em 19 de março de 1848. Nesse dia, escreveu Kollontai, as mulheres conseguiram do rei da Prússia a promessa, depois não cumprida, de obter direito de voto.

Nos EUA, a tradição de realizar o Dia da Mulher no último domingo de fevereiro se repetiu em 1911, 1912 e 1913. Em 1914, será comemorado em 19 de março, seguindo a indicação da Kollontai.

Nos vários países da Europa, após a decisão da 2ª Conferência, onde havia um partido socialista, se começou a comemorar o Dia da Mulher.

Na Suécia, a primeira comemoração foi em 1º de março de 1911. O mesmo aconteceu na Itália.

Na França, o começo do Dia da Mulher foi em 1914, comemorado dia 9 de março, próximo ao Dia da Mulher na Alemanha.

Em 1914, pela primeira vez, na Alemanha, Clara Zetkin e as mulheres socialistas marcam data do Dia da Mulher para 8 de março. Não se explicou o porquê dessa data, pois não precisava. Era um detalhe sem interesse. A data era totalmente indiferente. Tinha que ser qualquer dia. Importante era a realização do dia.

Na Rússia, sob da opressão do czar, o primeiro Dia da Mulher só foi comemorado em 3 de março de 1913.

Em 1914 todas as organizadoras do Dia da Mulher foram presas e com isso não houve comemoração.

Em plena Guerra Mundial, em 1917, na Rússia, as mulheres socialistas realizaram seu Dia da Mulher no dia 23 de fevereiro, pelo calendário russo. No calendário ocidental, a data correspondia ao dia 8 de Março. Era o mesmo dia que, na Alemanha, tinha sido escolhido em 1914. Foi nesse dia que explodiu a greve espontânea das tecelãs e costureiras de Petrogrado.

Nesse dia, um grande número de mulheres operárias, na maioria tecelãs e costureiras, contrariando a decisão do Partido, que achava que aquele não era o momento para qualquer greve, saíram às ruas em manifestação por pão e paz. Declararam-se em greve. Essa manifestação foi o estopim do começo da primeira fase da Revolução Russa, conhecida depois como a Revolução de Fevereiro.

Em outubro o Partido Bolchevique lidera a grande Revolução Russa, nos “dez dias que abalaram o mundo”.

Essa greve foi documentada nos escritos de Trotsky e de Alexandra Kollontai, ambos membros do Comitê Central do Partido Operário Socialdemocrata Russo e ambos, depois, proscritos pelo stalinismo vencedor. Kollontai escreve: “O dia das operárias, 8 de Março, foi uma data memorável na história. Nesse dia as mulheres russas levantaram a tocha da revolução.”

Mas o texto que melhor nos conta os fatos da greve das operárias da Petrogrado é um longo trecho de Leon Trotsky, no primeiro volume de seu livro História da Revolução Russa. Vale a pena acompanhá-lo:

“O 23 de fevereiro era o Dia Nacional das Mulheres. Programava-se, nos círculos da socialdemocracia, de mostrar o seu significado com os meios tradicionais: reuniões, discursos, boletins. Na véspera, ninguém teria imaginado que este Dia das Mulheres pudesse ter inaugurado a revolução.


Nenhuma organização planejava alguma greve para aquele dia. Ainda por cima, uma das combativas organizações bolcheviques, o Comitê dos Tecelões de Rayon, formado essencialmente por operários, desaconselhava qualquer greve. O estado de espírito da massa, segundo Kaiurov, um dos chefes operários deste setor, era muito tenso e cada greve ameaçava tornar-se um confronto aberto.


O Comitê julgava que o momento de começar hostilidades ainda não tinha chegado e que o Partido ainda não tinha forças suficientes e, ao mesmo tempo, a união entre soldados e operários ainda era insuficiente. Por isso tinha decidido não chamar para greve, mas para se preparar para a ação revolucionária, num futuro ainda não definido.


Esta era a linha de conduta preconizada pelo Comitê, na véspera do dia 23, e parecia que todos a tivessem aceitado. Mas, na manhã seguinte, contra todas as orientações, as operárias têxteis abandonaram o trabalho em várias fábricas e enviaram delegadas aos metalúrgicos para pedir-lhes que apoiassem a greve.


Foi a contra-gosto, escreve Kaiurov, que os bolcheviques, seguidos pelos operários mencheviques e pelossocialistas de esquerda se juntaram à marcha.


Como se tratava de uma greve de massa, era necessário comprometer todo mundo para sair às ruas e estar à frente do movimento. Esta foi a resolução proposta por Kaiurov e o Comitê de Vyborov se sentiu forçado a aprová-la.


Pelos fatos, é então certo que a Revolução de Fevereiro foi iniciada por elementos da base que passaram por cima da oposição das suas organizações revolucionárias, e que a iniciativa foi tomada espontaneamente por um contingente do proletariado explorado e oprimido mais que todos os outros, as operárias têxteis. (…) O empurrão final veio das enormes filas de espera em frente às padarias.”

Em 1921, realizou-se, em Moscou, na URSS, a Conferência das Mulheres Comunistas que adota o dia 8 de Março como data unificada do Dia Internacional das Operárias. A partir dessa Conferência, a 3ª Internacional, recém-criada, espalhará a data 8 de Março como data das comemorações da luta das mulheres.

Um dia esquecido e depois reinventado

Na Rússia comunista, após a vitória da Revolução de Outubro, nos primeiros anos do novo regime, o dia 8 de Março era comemorado todo ano, como o Dia Internacional da Mulher Comunista.

O dia, pouco a pouco, perdeu seu interesse e o adjetivo comunista foi caindo à medida que o ímpeto revolucionário da União Soviética começou a se arrefecer.

Nos últimos anos da década de 20 e, sobretudo, nos anos 30, o Dia Internacional da Mulher, seja comunista ou socialista, se perderá na tormenta que se abateu sobre o mundo. A ascensão do nazismo na Alemanha, o triunfo do stalinismo na URSS e o declínio da socialdemocracia na Europa e o vendaval da 2ª Guerra Mundial enterram as manifestações do Dia das Mulheres.

Fora dos países comunistas, no Ocidente, a humanidade só voltará a falar do Dia da Mulher, no final dos anos 60. Nesse lapso de tempo, o marco do 8 de Março, data da greve das operárias de Petrogrado, de 1917, foi esquecido.

A data da vitória das revolucionárias rebeldes russas, que impôs a derrota do absolutismo do Czar e deslanchou a Revolução Russa, não interessava aos comunistas do mundo todo. Estes, quase todos, viviam anestesiados pelos encantos ou pelo terror stalinista.

Retornar a lembrança daquele 8 de Março das operárias revolucionárias de Petrogrado também não interessava à Socialdemocracia, rejuvenescida após a destruição da Segunda Guerra Mundial e em conflito aberto com o comunismo dos países do bloco soviético.

8 de Março: uma data a celebrar

Menos que menos, a data do 8 de Março de 1917, na nascente URSS, interessava o bloco capitalista ocidental, inimigo mortal da Rússia comunista. É neste clima, propício ao esquecimento da verdadeira história do Dia da Mulher, já na década de 1950, nas publicações do Partido Comunista, na França, se começou a falar de uma forte luta das operárias americanas, em 8 de março de 1857.

Talvez, a famosíssima greve do 1º de Maio, na Chicago de 1886 e as numerosas greves nas tecelagens americanas estimularam as fantasias e levaram a enfatizar a participação dos Estados Unidos na luta da mulher, o que favoreceu esta confusão de datas. Pouco a pouco se deslocou a data para 1857, em Nova Iorque. E aí, em ondas sucessivas de contadores, se chegou a historinha completa.

No dia 1º de Março de 1964, o jornal da CGT francesa, Antoinette, fala que “foram as americanas que começaram. Era 8 de março de 1857. Para exigir as 10 horas elas ocuparam as ruas de Nova Iorque”. É a continuação do que já tinha aparecido no jornal do PCF, nos anos anteriores.

E finalmente, foi assim, sem precisar de uma conspiração organizada por um suposto império do mal, que na Alemanha Oriental, em 1966, a Federação das Mulheres Comunistas noticiou a história do Dia da Mulher, enriquecida com o martírio das 129 queimadas vivas.

Tudo isto foi feito de forma confusa, misturando fatos com fantasias, com cada contador, escrevendo e inventando datas e detalhes.

E foi assim, sem nenhuma deliberação conspiratória, que o mito que acabava de ser criado, em 1966, no Leste Europeu, começou a ser divulgado e foi depois enriquecido fartamente, nos EUA do final dos anos 60 e em todo o mundo ocidental.

Depois disso, era só enriquecer o mito. O que foi feito, até sua cristalização em 1975, com a ONU e logo depois com a Unesco, em 1977.

Uma data muito rica que não precisa de mitos

Derrubar o mito de origem da data 8 de Março não implica desvalorizar o significado histórico que este adquiriu.

Muito ao contrário. Significa retomar a verdade dos fatos que são suficientemente ricos de significado e que carregam toda a luta da mulher no caminho da sua libertação. Significa enriquecer a comemoração desse dia com a retomada de seu sentido original.

Significa voltar às origens do ideal socialista da maioria das mulheres que lutavam por um mundo novo sem exploração e opressão do homem pelo homem e especificamente da mulher pelo homem.

Um dia que quer retomar a comemoração e a luta de um 8 de Março sem medos. Avançar sem medos e sem vergonha pelas derrotas sofridas pelas revoluções perdidas no século XX, rumo à conquista da libertação total das mulheres.

Significa integrar todos os novos e importantíssimos aspectos da luta da libertação da mulher, descobertos com a evolução histórica da humanidade no século XX, com a retomada de suas raízes socialistas.

Integrar à clássica luta libertária, socialista e comunista do começo do século XX, as contribuições de diferentes linhas de pensamento e países, que vão de Wilhem Reich a Simone de Beauvoir, de Herbert Marcuse a Samora Machel, de Betty Friedann a Rose Marie Muraro. Integrar toda a luta do feminismo para construir uma sociedade onde a mulher seja reconhecida como gente.

Integrar estas elaborações teóricas com as lutas e as experiências de vida de milhares de ativistas, militantes e organizadoras da luta das mulheres, no mundo inteiro: das guerrilheiras latino-americanas, às mulheres vietnamitas, das trabalhadoras das fábricas às plantadoras de arroz da Índia, das Mães dos desaparecidos argentinos às lutadoras pela reforma agrária do MST.

Uma longa luta sem medo da felicidade, sem medo do prazer. Sem medo de lutar por uma revolução, que deverá ser social, sexual, e profundamente cultural. Sem medo de levantar as bandeiras vermelhas da luta pela libertação da humanidade. A libertação de homens e mulheres.

*****

Datas básicas sobre a origem do 8 de Março

1900-1907

- Movimento das Sufragistas pelo voto feminino nos EUA e Inglaterra.

1907

- Em Stuttgart, é realizada a 1ª Conferência da Internacional Socialista com a presença de Clara Zetkin, Rosa Luxemburgo e Alexandra Kollontai. Uma das principais resoluções: “Todos os partidos socialistas do mundo devem lutar pelo sufrágio feminino.”

1908

- Em Chicago (EUA), no dia 3 de maio, é celebrado, pela primeira vez, o Woman´s Day. A convocação é feita pela Federação Autônoma de Mulheres.

1909

- Novamente em Chicago, mas com nova data, último domingo de fevereiro, é realizado o Woman’s Day. O Partido Socialista Americano toma a frente.

1910

- A terceira edição do Woman’s Day é realizada em Chicago e Nova Iorque, chamada pelo Partido Socialista, no último domingo de fevereiro.

- Em Nova Iorque, é grande a participação de operárias devido a uma greve que paralisava as fábricas de tecido da cidade. Dos trinta mil grevistas, 80% eram mulheres. Essa greve durou três meses e acabou no dia 15/02, véspera do Woman’s Day.

- Em maio, o Congresso do Partido Socialista Americano delibera que as delegadas ao Congresso da Internacional, que seria realizado em Copenhague, na Dinamarca, em agosto, defendam que a Internacional assuma o Dia Internacional da Mulher.

“Este deve ser comemorado no mundo inteiro, no último domingo de fevereiro, a exemplo do que já acontecia nos EUA”.

- Em agosto, a 2ª Conferência Internacional da Mulher Socialista, realizada dois dias antes do Congresso, delibera que: “As mulheres socialistas de todas as nacionalidades organizarão (…) um dia das mulheres específico, cujo principal objetivo será a promoção do direito a voto para as mulheres”. Não é definida uma data específica.

1911

- Durante uma nova greve de tecelãs e tecelões, em Nova Iorque, morrem 134 grevistas, a causa de um incêndio devido a péssimas condições de segurança.

- Na Alemanha, Clara Zetkin lidera as comemorações do Dia da Mulher, em 19 de março. (Alexandra Kollontai diz que foi para comemorar um levante, na Prússia, em 1848, quando o rei prometeu às mulheres o direito de voto).

- Nos Estados Unidos, o Dia da Mulher é comemorado em 26/02 e na Suécia, em 1º de Maio.

1912

- Nos Estados Unidos, o Dia da Mulher é comemorado em 25/02.

1912 e 1913

- Na Alemanha, o Dia da Mulher é comemorado em 19/3.

1913

- Na Rússia é comemorado, pela primeira vez, o Dia da Mulher, em 3/3.

1914

- Pela primeira vez, a Secretaria Internacional da Mulher Socialista, dirigida por Clara Zetkin, indica uma data única para a comemoração do Dia da Mulher: 8 de Março. Não há explicação sobre o porquê da data.

- A orientação foi seguida na Alemanha, Suécia e Dinamarca.

- Nos Estados Unidos, o Dia da Mulher foi comemorado em 19/03

1917

- No dia 8 de Março de 1917 (27 de fevereiro no calendário russo) estoura uma greve das tecelãs de São Petersburgo. Esta greve gera uma grande manifestação e dá início à Revolução Russa.

1918

- Alexandra Kollontai lidera, em 8/3, as comemorações pelo Dia Internacional da Mulher, em Moscou, e consagra o 8/3 em lembrança à greve do ano anterior, em São Petersburgo.

1921

- A Conferência das Mulheres Comunistas aprova, na 3ª Internacional, a comemoração do Dia Internacional Comunista das Mulheres e decreta que, a partir de 1922, será celebrado oficialmente em 8 de Março.

1955

- Dia 5/3, L´Humanité, jornal do PCF, fala pela primeira vez da greve de 1857, em Nova Iorque. Não fala da morte das 129 queimadas vivas.

1966

- A Federação das Mulheres Comunistas da Alemanha Oriental retoma o Dia Internacional das Mulheres e, pela primeira vez, conta a versão das 129 mulheres queimadas vivas.

1969

- Nos Estados Unidos, o movimento feminista ganha força. Em Berkley, é retomada a comemoração do Dia Internacional da Mulher.

1970

- O jornal feminista Jornal da Libertação, em Baltimore, nos EUA consolida a versão do mito de 1857.

1975

- A ONU decreta, 75-85, a Década da Mulher.

1977

- A Unesco encampa a data 8/3 como Dia da Mulher e repete a versão das 129 mulheres queimadas vivas.

1978

- O prefeito de Nova Iorque decreta dia de festa, no município, o dia 8 de Março, em homenagem às 129 mulheres queimadas vivas.

Link: http://altamiroborges.blogspot.com/2012/03/historia-do-dia-mundial-da-mulher.html?spref=fb